Secretaria de Assistência Social divulga campanha ‘Respeita as Mina’ durante o Barreiras Folia

CAPA (1)

DSC_3486

DSC_3497

DSC_3530

Desde o primeiro dia de carnaval em Barreiras, no Circuito Aguinaldo Pereira e Zé de Hermes, a secretária de ação social Karlúcia Macêdo juntou-se a equipe multidisciplinar para divulgar e entregar panfletos da campanha “Respeita as Mina” com o tema ‘Não importa se é no Barreiras Folia ou na vida: Não é Não!’, com o propósito de lembrar que quando uma mulher diz não é não.

A iniciativa foi elogiada pelas mulheres e turistas, que apontaram como atitude negativa a insistência dos homens durante o carnaval, ou até mesmo o assédio sexual com uso de força.

“Eu amo carnaval, e sei que é uma época de folia, com mistura de bebida as vezes os homens extrapolam. Todos sabemos que namorar, beijar é bom, mas sempre quando há concordância. Queremos respeito sempre, em todos os lugares”, disse a foliã Ana Luiza, acompanhada de mais três amigas que viajaram mais de 200 km para curtir o Barreiras Folia.

A secretária Karlúcia explicou que o carnaval é uma festa muita esperada por todos, mas também é uma época em que as mulheres são assediadas e muitas vezes violentadas por não retribuírem às investidas dos homens. Para sensibilizar a população no sentido de respeitar a vontade das barreirenses e turistas, a campanha está sendo levada a todos os circuitos da festa.

“A campanha Respeita as Mina está sendo aceita por todos os públicos. É muito importante conscientizar os homens sobre o respeito e a liberdade feminina, que elas podem se vestir como quiserem, e curtirem o carnaval sem que sejam obrigadas a beijar ou serem assediadas. Levamos essa mensagem aos foliões dos três circuitos, e temos observado uma mudança positiva no comportamento dos rapazes durante o Barreiras Folia”, frisou Karlúcia.

Centro POP no carnaval

O trabalho de divulgação da campanha está concentrado no stand da Secretaria de Assistência Social e Trabalho no circuito Aguinaldo Pereira. Outro serviço que também está sendo mantido em pleno funcionamento durante o carnaval, é o atendimento no Centro POP que acompanha a população em situação de rua. Lá, os usuários podem fazer sua higiene pessoal, alimentação, lavar roupa e receber apoio da equipe de plantão. “Mantemos o funcionamento do Centro POP, porque a maioria dos usuários estão trabalhando como ambulantes, cordeiros ou vigilantes. E precisam de um lugar de referência para tomar banho, alimentar e outras necessidades”, finalizou a secretária.

Dircom Barreiras