Prefeitura de Barreiras adere ao projeto Feira Segura e feirantes de hortifruti recebem treinamento técnico

DSC_0968

DSC_1010

DSC_1007

DSC_0983

Para que o alimento chegue fresco na mesa do consumidor e feirantes continuem trabalhando para garantir o pão de cada dia neste período de pandemia, a Prefeitura de Barreiras através Secretaria de Agricultura aderiu ao Projeto Feira Segura em parceria com o SENAR e Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras.

O Feira Segura é um incentivo a continuidade das feiras livres, que devem seguir todos os protocolos de segurança e orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde para evitar o contágio por coronavírus. A proposta é uma higienização total das frutas e verduras, que passarão a ser comercializadas em sacos plásticos, bandeja de isopor, plástico filme e etiqueta, além da utilização de EPI´s pelos feirantes, como avental, luvas e toucas, sem esquecer de lavar as mãos e a disponibilização de álcool em gel nas barracas.

A veterinária e consultora do SENAR, Elisiane Sateles acompanhou o primeiro dia de treinamento nesta terça-feira (09), que reuniu 15 feirantes de hortifruti. Ao todo, 68 feirantes do pavilhão de frutas e verduras serão capacitados para oferecer mais segurança aos consumidores.

“O SENAR vai capacitar os feirantes para se adequarem às novas medidas de segurança alimentar. Serão disponibilizados kits com de EPI´s, e todo material de embalagens para o manejo dos alimentos, promovendo mais facilidade na venda e segurança para quem vende e para quem compra”, disse a consultora.

Participando da primeira turma, a feirante Marilene Souza, ficou atenta a todos os detalhes e elogiou a iniciativa. “Minha família vive da feira, estamos trabalhando há mais de 60 anos com venda de frutas e verduras, e sinceramente ficamos apreensivos com os impactos da pandemia, mas estamos tomando todos os cuidados com higiene e proteção. Essa ajuda chegou em boa hora, com a Feira Segura poderemos oferecer um diferencial para nossos clientes, além de muito mais segurança”, salientou com otimismo a feirante.

O secretário de agricultura, José Marques reforçou que a iniciativa já tem resultados positivos em outras cidades, e o modelo permite o exercício da feira sem que haja risco de contaminação.

“Nossa expectativa é proporcionar uma metodologia de funcionamento da feira livre ainda mais segura. Temos tomado todas as medidas na busca de soluções para o combate ao coronavírus, com funcionamento até às 14 horas, higienização de todo CAB duas vezes na semana e a exigência que todos os feirantes e consumidores utilizem as máscaras. Com o projeto Feira Livre vamos manter um ambiente seguro, ajudando a garantir a manutenção da  renda familiar dos feirantes”, disse o secretário.

Os treinamentos foram divididos em quatro turmas, evitando aglomeração e permitindo todas as medidas e distanciamento durante as aulas teóricas e práticas. A segunda turma participa do treinamento nesta quarta-feira (10), a terceira e quarta turmas,  na segunda-feira (15) e terça-feira (16).

Dircom Barreiras