Pesquisa CNT MDA: A Igreja se mantém como instituição que os brasileiros mais confiam

P-O-6-4A Igreja se mantém no topo das instituições que têm a maior confiança da população brasileira, embora a avaliação tenha caído alguns pontos percentuais nos últimos anos.
Nesta semana, a 143ª Pesquisa CNT MDA mostrou que 34,3% dos entrevistados citaram a Igreja como a primeira colocada do ranking de confiança.

Em seguida, ficaram os Bombeiros (19,7%), as Forças Armadas (16,0%), a Justiça (9,8%), a Polícia (4,1%), a Imprensa (3,7%), o governo (2,4%), o Congresso Nacional (1,0%) e os partidos políticos (0,2%). Nas pesquisas de maio de 2018 e de outubro de 2015, a Igreja também ocupou o primeiro lugar, com 40,1% e 54,7% das citações, respectivamente.

As Forças Armadas se mantêm como a segunda e a terceira opções nos últimos anos, com índices de 16,2% e 17,0%. Na pesquisa de 2015, os Bombeiros não foram incluídos. Ao analisar as preferências de homens e mulheres, a última CNT MDA mostra que entre o público feminino, 41,1% escolhem a Igreja, enquanto o percentual entre os homens é de 26,7%. Em relação às Forças Armadas, também há uma diferença. Elas são escolhidas por 20,2% dos homens como a instituição de maior confiança e por 12,2% das mulheres.

Quando se considera a renda familiar, a Igreja é apontada como instituição de maior confiança de 40,2% das pessoas que têm renda de até dois salários mínimos e por 21,6% daquelas que a renda é superior a cinco salários mínimos. Entre essas pessoas de maior renda, os Bombeiros representam a preferência da maior parte (27,3%), sendo citados por 15,6% entre os de menor renda.