Prefeitura de São Desidério disponibiliza consulta e orientação médica sobre o coronavírus via telefone

IMG-20200511-WA0026

A Prefeitura de São Desidério por meio da Secretaria de Saúde irá disponibilizar a partir de segunda-feira (11) atendimento médico através do telefone para consulta e orientação a respeito do Covid-19. O objetivo desse atendimento é evitar que as pessoas se desloquem sem a devida necessidade até as unidades de saúde, possibilitando, portanto, que a população tire suas dúvidas sem sair de casa.

Os atendimentos serão feitos com a médica Paloma Aguiar Rebouças Prates das 8h às 12h e das 13h às 16h de segunda a quinta pelo What’s App 77 9.9137- 0077. “Durante a pandemia mundial de Covid-19, o Conselho Federal de Medicina (CFM) abriu uma exceção permitindo este tipo de atendimento, caso o paciente apresente algum sintoma gripal ou alguma dúvida a respeito”, explicou a coordenadora de Atenção Básica, Tatiane Rodrigues.

“A importância de saber se há necessidade ou não de realizar um deslocamento até uma unidade de saúde é uma das tarefas realizadas por este serviço, no atendimento será realizado um diagnóstico inicial através do telefone para saber classificar o risco do caso. Essa é uma forma de atender e orientar o paciente sem sair de casa”, explicou o secretário de Saúde, Zé Barbosa.

Horário de atendimento

Segunda a quinta

8h às 12h e das 13h às 16h

What’s App: 77 9.9137- 0077

Ascom São Desidério

Coronavírus – MPBA e MPF requerem que Banco do Brasil e Banco do Nordeste também possam pagar o auxílio emergencial

O Ministério Público do Estado da Bahia e o Ministério Público Federal solicitaram o aditamento da ação civil pública ajuizada sábado, dia 2, contra a caixa Econômica Federal. No documento apresentado à Justiça hoje, dia 7, os MPs requerem que a União seja determinada a descentralizar o pagamento do auxílio emergencial por meio da inclusão das agências do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste no rol de instituições que podem realizar o pagamento. Segundo o promotor de Justiça Fernando Lins e o procurador da República Leandro Bastos Nunes, “a manutenção da atual rede bancária é absolutamente incapaz de lidar com os volumes financeiros e o alcance populacional proposto pelo auxílio emergencial”. Eles complementaram que o aditamento da ação civil pública se deu em razão do aspecto emergencial relacionado às aglomerações nas filas da Caixa, aliado à deficiência na prestação do serviço digital em prol da população apta a receber o benefício.

No documento, eles requerem que a União seja determinada, no prazo de 10 dias, a implementar solução técnica capaz de oportunizar o saque do auxílio emergencial, por intermédio também das redes disponibilizadas pelos Bancos do Brasil (BB) e Banco do Nordeste (BNB). Assim, haveria o compartilhamento e oferta de suas infraestruturas de rede, processamento de pagamentos e dados, incluindo os meios digitais (aplicativos e contas digitais, dentre outros), compensações bancárias ou qualquer outra solução técnica elegível pela equipe econômica do Ministério da Economia. Segundo o promotor de Justiça Fernando Lins e o procurador da República Leandro Bastos, o custo do benefício emergencial foi avaliado pelo Governo Federal em R$ 51,64 bilhões, e até o final de abril, aproximadamente 50 milhões de brasileiros já haviam recebido o benefício num período de apenas 15 dias.

“Além disso, foi noticiado que mais de 12 milhões de pessoas irão se recadastrar para receber o auxílio, o que aumentará ainda mais o número de pessoas a serem atendidas”, ressaltaram. Eles destacaram ainda que diversas instituições financeiras possuem larga capilaridade no país e dispõem de ampla estruturação física, equipamentos conectados em rede e de pessoal qualificado, de modo a poderem oferecer com mais racionalidade e conforto aos milhões de beneficiários do auxílio emergencial. Somente com o reforço das agências do Banco do Brasil, o número de agências bancárias à disposição dos brasileiros mais que dobraria e a inserção das demais instituições aumentaria em cinco vezes mais o número de agências no processo de pagamentos.

Fonte: Cecom/MP

Municípios começam a receber recursos destinados à assistência social

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni; participa de coletiva de imprensa no Palácio do Planalto
O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni; participa de coletiva de imprensa no Palácio do Planalto

Recursos da ordem de R$ 600 milhões serão transferidos para a assistência social de todos os municípios, a partir desta sexta-feira (8). A transferência do dinheiro é referente aos meses de abril, maio e junho e será feita pelo Ministério da Cidadania, por meio do Fundo Nacional de Assistência Social, e tem por objetivo proteger a população vulnerável, que mais tem sofrido as consequências da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

“Vamos fazer o pagamento de uma parcela que vai englobar três meses, exatamente para dar condições para o Sistema Único de Assistência Social (Suas). É um exército que chamo ‘do bem’, próximo de 200 mil pessoas que estão em cada canto do Brasil, levando não apenas alimento e prevenção, mas carinho, conforto e estímulo para a população enfrentar este momento”, disse o ministro Onyx Lorenzoni,

Um segundo repasse será feito em 8 de junho, serão mais R$ 600 milhões, referentes aos meses de julho, agosto e setembro. Com isso, o total destinado para o fortalecimento da assistência social, via cofinanciamento do Suas, chegará a R$ 1,2 bilhão. Os recursos foram garantidos na Medida Provisória nº 953, publicada em 16 de abril, que abriu crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões.

De acordo com o ministério, outra parte dos recursos será destinada para os municípios atuarem em três frentes: aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as equipes de assistência social; compra de alimentos para as instituições que cuidam de idosos, além de orfanatos; e ações de acolhimento e abrigamento de moradores de rua. O anúncio da aplicação desses recursos foi feito no dia 30 de abril.

“É um volume de R$ 1,03 bilhão para a aquisição. Nós temos hoje 1.686 municípios brasileiros habilitados a receber os recursos. São R$ 159 milhões que estão sendo transferidos a partir de hoje para esses municípios, também no sistema de duas parcelas. Recebe um primeiro volume que permite o atendimento por três meses e, depois, uma segunda parcela em junho, para atender outros três meses”, disse Lorenzoni.

*Com informações do Ministério da Cidadania

Fonte: Agência Brasil

Barreiras: PETO da 83ª CIPM apreende drogas no bairro Bandeirantes

hxdfdhgdNa noite desta quinta-feira (07), a PMBA, por intermédio da 83ª CIPM, onde por volta das 17h00, guarnição PETO realizava patrulhamento tático na travessa Jorge Amado, Bairro Bandeirantes, quando avistaram um veículo VW/ GOL de placa CIL-3133 saindo de uma residência, que ao perceber a aproximação da viatura, a pessoa que estava no passageiro desceu do veículo dispensou uma sacola arremessando-a ao solo e adentrou a residência.
Em seguida foi efetuado a abordagem tática nas pessoas e veículo. Após buscas no perímetro foi verificado um laboratório para refino de cocaína dentro da residência. Ato contínuo, foi dado voz de prisão em flagrante aos suspeitos bem como apresentados juntamente com toda substância ilícita na Delegacia de Polícia.
Material apresentado:
R$ 1.159,70 reais em espécie e moeda;
413g de substância cocaína;
304g de substância crack;
 69g de cafeína;
 44g de adrenalina;
187g de substância maconha;
01 triturador de marca Black & Deck;
01 balança de precisão;
01 peneira;
01 recipiente para misturar e prensar a droga;
01 celular Samsung modelo A30 de cor preta;
01 celular Samsung modelo A 10 de cor preta;
 01 veículo VW/GOL, placa CIL-3133.

 

Fonte: PETO 83ª CIPM

Bolsonaro vetará reajuste de salário a servidores

49867552181_53bd43d311_k

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (7) que vai vetar trecho do projeto de lei aprovado ontem (6) pelo Congresso Nacional que deixa várias categorias do funcionalismo de fora do congelamento de salários de servidores públicos, proposto pelo governo.

“O Parlamento entendeu que certas categorias poderiam ter reajuste. O que nós decidimos: eu sigo a cartilha de [ministro da Economia] Paulo Guedes. E não é de maneira cega, é de maneira consciente, e com razão. E se ele acha que deve ser vetado esse dispositivo, assim será feito”, disse Bolsonaro.

O projeto, que garante auxílio financeiro de até R$ 125 bilhões a estados, municípios e o Distrito Federal para o combate ao novo coronavírus, tinha como contrapartida essa suspensão do reajuste. Mas, além dos profissionais de saúde, de segurança pública e das Forças Armadas, os parlamentares excluíram do congelamento os trabalhadores da educação pública, servidores de carreiras periciais, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, guardas municipais, agentes socioeducativos, profissionais de limpeza urbana, de serviços funerários e de assistência social.

Para o presidente, em meio às restrições do comércio como prevenção à disseminação no novo coronavírus no país, enquanto muitos cidadãos perdem seus empregos e trabalhadores informais perdem seu poder aquisitivo, os servidores públicos mantém a estabilidade e o salário.

“Há pouco, uma proposta do presidente da Câmara [Rodrigo Maia] era cortar 25% do salário para todo mundo [servidores]. O Paulo Guedes decidiu que poderia ser menos drástico, apenas fazer que até dezembro do ano que vem não tivesse reajuste. Assim foi acertado”, explicou Bolsonaro.

De acordo com o ministro Paulo Guedes, os dois anos de congelamento de reajuste liberariam R$ 130 bilhões que poderiam ser usados em outras atividades, como a manutenção de serviços de saúde e extensão de programas sociais. “Como [o Congresso] aprovou algumas coisas que são muito importantes, a descentralização de recursos para estados e municípios, mas não fechou a porta para os aumentos, eu estou sugerindo ao presidente que vete, que permita que essa contribuição do funcionalismo público seja dada, para o bem de todos nós e para o bem deles perante a opinião pública brasileira”, destacou Guedes.

Bolsonaro e Guedes falaram hoje com a imprensa após reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, em Brasília. Acompanhados de um grupo de empresários, eles pediram o apoio do STF para a reabertura gradual das atividades econômicas, sob risco de haver um colapso na economia brasileira e o desabastecimento à população.

Fonte: Odestaque/ Agência Brasil

Com o distanciamento social a Prefeitura de São Desidério realizou mais de 5.500 atendimentos por meio da Secretaria de Assistência Social via telefone em um mês

1

2

3

A Prefeitura de São Desidério por meio da Secretaria de Assistência Social (SAS) realizou 5.593 atendimentos ao público, por telefone, nos primeiros 30 dias de suspensão dos atendimentos presenciais. Equipes de trabalho foram montadas para garantir o atendimento à distância e facilitar o acesso às pessoas a informações, aos cadastros, concessão de benefícios cesta básica e kit natalidade e atualizações nos Programas Bolsa Família e Cad Único, aos serviços do CRAS e do CREAS, além dos benefícios emergenciais do Governo Federal e também do município.

De acordo com informações da SAS, o atendimento presencial aconteceu apenas em casos específicos, como em casos de violação de direitos para assim manter a garantia dos mesmos e a proteção de vulneráveis. “Com essa medida podemos oferecer mais segurança aos nossos servidores e assegurar o atendimento às pessoas em situação de vulnerabilidade social que tanto dependem de nós neste momento”, explica a secretária da SAS, Vandréia Mendes.

Além do trabalho remoto, equipes da SAS seguem nas distribuições de cestas básicas na sede e zona rural do município e atuam também na confecção de máscaras de tecido e na distribuição em pontos estratégicos da cidade.

Ascom São Desidério

 

Seguindo recomendação do Ministério da Saúde, o Dia D da terceira fase da Campanha Nacional de Vacinação foi suspenso em Barreiras

A terceira fase da campanha terá início na próxima segunda-feira, 11

capa-2-3

Após a recomendação do Ministério da Saúde, a Prefeitura de Barreiras também suspendeu o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza que aconteceria nesse sábado, 09. A suspensão segue critérios estabelecidos nesse período de pandemia do novo coronavírus, tendo como foco evitar aglomerações e proteger pessoas do grupo de risco que são vulneráveis a Covid-19.

A vacinação da terceira fase da 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza, para o novo grupo prioritário, terá início na próxima segunda-feira (11) em duas etapas. Dessa vez, serão vacinadas entre os dias 11 a 17 de maio, as crianças entre seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas até 45 dias pós-parto e pessoas com deficiência. A partir de 18 de maio, serão imunizados os adultos de 55 a 59 anos de idade e professores das escolas públicas e privadas.

Embora a vacina não proteja contra o novo coronavírus, ela atua contra os vírus Influenza A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B, que apresentam sintomas semelhantes aos da Covid-19. De acordo com o secretário de saúde de Barreiras, todas as unidades de saúde estarão atendendo a partir dessa segunda-feira, já na zona rural a vacinação terá início na terça-feira (12).

“Em função desse período de pandemia, evitar aglomeração tem sido uma estratégia válida, dessa forma, acatamos a decisão do Ministério da Saúde e iremos atender normalmente em todas as unidades de saúde de segunda a sexta-feira. A meta é vacinar 90% do grupo prioritário da terceira fase. A Prefeitura de Barreiras vacinou na primeira etapa mais de 90% com estratégias importantes na proteção aos idosos e profissionais da saúde, dessa vez, iremos atender nas unidades de saúde de cada bairro, priorizando nesse primeiro momento as crianças menores de 6 anos, gestantes, puérperas e pessoas com deficiência, com todo cuidado de distanciamento social e assepsia nas unidades”, pontuou o secretário Anderson Vian.

Dircom Barreiras

TRE-BA cria sistema alternativo ao Título Net)

Eleitores que tiverem dificuldade para acessar a ferramenta Título Net poderão realizar solicitações por meio do Coleta Doc; do mesmo modo, prazo para envio de requerimentos é até 23h59 desta quarta (6/5)

unnamed

Em razão do grande número de acessos de última hora ao Título Net por parte dos eleitores baianos, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), por meio de sua Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), desenvolveu, em caráter emergencial, o sistema Coleta Doc, que poderá ser utilizado como alternativa ao Título Net. Desse modo, os eleitores baianos que estiverem enfrentando dificuldade de acesso têm agora uma segunda opção para envio de requerimentos à Justiça Eleitoral. O prazo para uso da ferramenta alternativa também se encerra às 23h59 desta quarta-feira (6/5), em conformidade com o calendário eleitoral.

Acesse Coleta Doc

O sistema alternativo possui mesma finalidade do Título Net podendo ser utilizado para emissão do primeiro título de eleitor, transferência e regularização. O presidente do TRE-BA, desembargador Jatahy Júnior, explicou a contribuição, nesta reta final, trazida pelo Coleta Doc. “Nosso Tribunal buscou se precaver para este último dia. Por isso, editamos portaria conjunta com a nossa Corregedoria para que houvesse esta alternativa para impedir que o eleitor perca o prazo em virtude de eventual indisponibilidade do Título Net.

Então, solicitamos a nossa TI que buscasse preparar um sistema e, de forma muito eficiente, o Coleta Doc nos foi apresentado. É uma ferramenta simples, mas que funciona, basicamente, do mesmo modo que o Título Net, sendo, sem dúvida, de grande valia para nós neste último dia. Estou muito feliz em apresentar esta alternativa aos eleitores baianos e muito satisfeito com o trabalho realizado pela nossa equipe de TI, a qual parabenizo”. Somente na manhã deste último dia para envio das solicitações, o Título Net registrou quase 5 mil pedidos.

Título Net

O envio de solicitações por meio do Título Net prossegue até às 23h59 desta quarta (6/5). Para iniciar o autoatendimento, o eleitor deve acessar a página do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (www.tre-ba.jus.br), clicar na aba Eleitor e eleições/Título Net.

Acesse Título Net

Confira passo a passo para o atendimento

Dúvidas? Entre em contato com o número (71) 3373-7000.

Ascom TRE-BA

São Desidério realizará a audiência pública digital para elaboração da LDO/2021

IMG-20200505-WA0011

Em virtude da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e o consequente impedimento de realização de reuniões com mais de 10 pessoas, a Prefeitura Municipal de São Desidério promove através do site oficial até o dia 20 de maio a participação digital em substituição a audiência pública para a elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO 2021).

Essa medida tem o objetivo de permitir ao cidadão o acesso para que contribua com sugestões às decisões mais importantes da administração, por meio do acesso ao site oficial da Prefeitura através do endereço eletrônico www.saodesiderio.ba.gov.br.

“Através desse acesso, cada morador de São Desidério poderá escolher projetos e ações considerados prioritários para os investimentos que farão parte da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) de 2021”, destacou o secretário municipal de Administração e Finanças, João Antônio Linhares.

Para participar acesse o link no site oficial da Prefeitura.

Ascom São Desidério

Secretaria de Educação de Barreiras oferece Terapia Holística e Integrativa para os gestores escolares

Capa

DSC_0701

Pensando no bem-estar dos gestores e educadores, a Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Educação, está oferecendo terapia holística aos diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos das escolas da rede municipal de ensino. Acompanhado pela Subdiretoria Municipal de Acessibilidade e Inclusão, o Plano de Ação de Terapia Holística visa trabalhar os elementos emocional, mental, espiritual e físico dos profissionais da educação, principalmente nesse momento de suspensão das aulas em virtude da pandemia de Covid-19.

A terapeuta Fátima Liguori já desenvolve a terapia holística nas escolas, utilizando a arte terapia de desenho livre como uma ferramenta de busca aos medos e traumas dos estudantes. Com o novo desafio de trabalhar com os gestores escolares, a terapeuta atende aos pacientes em seu consultório oferecendo um ambiente harmonioso, com música, aconselhamento, técnicas de cromoterapia e arte terapia.

“Estamos em um momento de pandemia mundial, e os seres humanos convivem com muitas incertezas, medos, ansiedades e estados emocionais abalados. Aceitamos esse desafio de atender as diretoras, vices e coordenadores com o propósito de incentivar a tranquilidade e segurança para o retorno das aulas, pois são elas que sustentam toda estrutura escolar”, disse Fátima, lembrando que é muito importante durante as consultas, valorizar a respiração, alongamento e a afetividade, mesmo sem tocar as pessoas.

Em atendimento e com a fisionomia serena, a diretora Sandra Regina Nunes da Escola Municipal Antônia Matos de Oliveira, expressou que a terapia é integrativa e relaxante, e a conversa com a terapeuta desperta novas ideias.“Me senti renovada, e precisamos disso, repensar nossos sentimentos e anseios. Estamos em um momento que não sabemos do amanhã, se haverá um futuro tranquilo, então é hora de valorizar o hoje. Certamente no retorno das aulas, nossos estudantes estarão cheio de dúvidas e novidades, querendo saber dos colegas como foi a quarentena, e a gestão escolar, equipe pedagógica e professores terá que ficar preparada para superar essa fase”, ressaltou a diretora Sandra.

A subdiretora de acessibilidade e inclusão, Eliene Fernandes explica que os atendimentos são agendados e as consultas são individuais. “Vamos atender os gestores escolares, e posteriormente os professores. Os atendimentos são agendados pelo telefone da Secretaria de Educação, e o principal objetivo é buscar o bem estar dos nossos educadores”, finalizou.

Dircom Barreiras