Centenas de pessoas acompanharam o Carnaval de Rua ‘Soprafolia’ de São Desidério

1

2

Centenas de pessoas acompanharam o Carnaval de Rua ‘Soprafolia’ de São Desidério

O carnaval de rua ‘Soprafolia’ arrastou centenas de foliões em dois dias de festa, 12 e 13, em São Desidério. O evento é organizado por moradores do município que contam com a ajuda de alguns comerciantes e com o apoio cultural da prefeitura por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (SECULT).

O organizador Fabio Marques explica que a ideia surgiu em 2013 para resgatar a cultura do carnaval e levar aos moradores e visitantes um momento de lazer e diversão neste período de festa carnavalesca. “Nossa cidade não comemorava o carnaval há muito tempo, as pessoas saíam para outros municípios e aqueles que ficavam não tinham opção, então juntamos alguns moradores e músicos e resolvemos fazer esse movimento, as pessoas gostaram muito, em especial as crianças e idosos, todos os anos participam com muito entusiasmo, é uma festa bonita e todos vêm com a intenção de se divertir em paz, estamos muito contentes”, comemora Fábio.

Ao som de instrumentos musicais de sopro, os participantes dançaram marchinhas de carnaval e passearam pelas principais ruas da cidade. “Eu me diverti muito, as pessoas estavam no clima de carnaval, pessoas fantasiadas, muitas crianças e famílias, foi tudo bem tranquilo e animado”, revela a visitante de Brasília, Maria Conceição Vieira.

O carnaval acabou, mas os festejos em São Desidério continuam para comemorar os 56 anos de emancipação. A SECULT está organizando uma programação especial que conta com shows e com a segunda edição do Ecobike Masculino.

Ascom São Desidério

Acidente entre micro-ônibus e caminhão deixa um morto e 32 feridos no sudoeste da Bahia

whatsapp-image-2018-02-16-at-11-cortada-david

whatsapp-image-2018-02-16-at-11cortada-david3

2018-02-16-photo-00000030cortada

whatsapp-image-2018-02-16-at-11-cortada

Um acidente entre um micro-ônibus e um caminhão deixou um morto e 32 feridos no Km-719, na BR-116, trecho que corresponde à cidade de Manoel Vitorino, sudoeste da Bahia, na manhã desta sexta-feira (16).

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do caminhão ficou preso às ferragens e morreu no local. Ele foi identificado como Matheus Souza Chaves e tinha 30 anos.

O micro-ônibus transportava 32 passageiros e todos ficaram feridos. Desse total, 15 foram socorridos para o Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, com escoriações. Quatro estão em estado grave. As outras vítimas foram atendidas ainda no local.

O acidente foi uma colisão frontal entre os dois veículos e a causa provável, segundo informações preliminares da PRF, é de que tenha sido uma ultrapassagem indevida. Com o impacto da batida, a frente do caminhão chegou a entrar no micro-ônibus.

Inicialmente, a PRF informou que o micro-ônibus havia saído de São Paulo. No entanto, um dos passageiros informou que o ônibus partiu do Rio de Janeiro, mas que fez paradas em vários lugares.

A cidade destino do transporte não foi revelada. A polícia averigua se o transporte dessas pessoas era regularizado.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) dos municípios de Poções e Jequié foram ao local para ajudar no atendimento aos feridos.

Fonte: G1

Luís Eduardo Magalhães: Idosa leva soco no rosto após discutir com vendedor por dívida de R$ 40

foto5

foto6

Uma idosa de 66 anos foi agredida com um soco no rosto, na porta da casa dela, na cidade de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, após discutir com um vendedor ambulante por conta de uma dívida de R$ 40. O caso aconteceu na tarde da quinta-feira (15).

De acordo com a nora da vítima, que preferiu não se identificar, a idosa devia R$ 240 ao homem pela compra de um conjunto de cadeiras plásticas, e, ao ser cobrada, não teve o valor total da dívida e tentou negociar.

Segundo a mulher, a idosa ofereceu R$ 200 ao vendedor e pediu para que ele cobrasse os R$ 40 restantes em um outro momento, mas foi agredida pelo homem.

“Ele [agressor] não veio buscar o dinheiro em dezembro e nem em janeiro, por conta do período de festa. Daí nesse mês ele começou a cobrar, só que ela [vítima] é aposentada e não tinha mais o dinheiro. Pediu os R$ 200 emprestado para dar a ele”, contou a nora da vítima.

A idosa foi atingida no olho esquerdo e caiu no chão, em frente à casa dela. Após a agressão, o suspeito fugiu do local na motocicleta que usa para trabalhar.

Conforme a nora da idosa, a vítima foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luís Eduardo Magalhães, onde passou por exames e foi medicada. A idosa ficou com o olho roxo.

“Ela foi medicada na UPA, mas está abalada, assustada com tudo. Procuramos uma psicóloga para ajudar ela”, relatou a mulher.

Ainda de acordo com a nora da vítima, a família procurou a delegacia da cidade nesta sexta-feira (16) para registrar o crime.

Fonte: G1

Governo fará intervenção federal na Segurança do Rio; é a 1ª medida do tipo desde 1988

O general Braga Netto deve assumir comando | Foto: Divulgação / ExércitoO general Braga Netto deve assumir comando | Foto: Divulgação / Exército

O governo federal decidiu na madrugada desta sexta-feira (16) fazer uma intervenção na Segurança Pública do Rio de Janeiro e o decreto que autoriza a medida deverá ser assinado ainda nesta sexta. Segundo informações do jornal O Globo, com a alteração, as polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros passarão a ser administrados pelo Comando Militar do Leste (CML), chefiados pelo general Walter Souza Braga Netto. O interventor ficará a cargo da tomada de decisões e da execução de medidas de combate ao crime organizado no estado. Braga Netto assumiu o CML em setembro de 2016, logo após os Jogos Olímpicos Rio 2016, na qual atuou como Coordenador Geral da Assessoria Especial para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, elogiou sua atuação na época. O general também atuou entre as lideranças da ação realizada no Espírito Santo, em fevereiro de 2017, com a participação das Forças Armadas, para reforço na segurança dos municípios do estado em decorrência de um aumento da violência – policiais militares deixaram as ruas em motim, com familiares acampados em frente aos batalhões. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o decreto deve transferir o comando da segurança pública do estado às Forças Armadas até dezembro deste ano. O decreto que será assinado nesta sexta-feira (16) ainda precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional. Compareceram à reunião da madrugada os ministros Raul Jungmann (Defesa), Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional), Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira (Planejamento), e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), além do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Essa será a primeira intervenção do tipo desde a aprovação da Constituição de 1988.

(Bahia Noticias)

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO INTENSIFICA APOIO A PRODUTORES NO COMBATE A PRAGAS DO ALGODÃO

abapa01

abapa1

abapa02

Com a chegada da data limite para a semeadura do algodão, agora é a vez dos produtores se preocuparem com o combate às pragas como os nematóides e o bicudo do algodoeiro. Para orientar sobre a melhor forma de combate no campo, os técnicos do Programa Fitossanitário da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) estão promovendo reuniões com apoio técnico aos agricultores dos 18 núcleos agrícolas do oeste e sudoeste baianos. Na última quinta-feira (8), foi realizada uma segunda rodada de reunião para os agricultores da região agrícola das Placas, em Barreiras; na quarta (7), no Novo Paraná, em Luís Eduardo Magalhães, e na terça (6) no Núcleo Ceolin, na região da Roda Velha, em São Desidério. Nesta fase, os técnicos também monitoram a incidência das pragas e doenças e vem orientando na tomada de decisões para o uso controlado de defensivos nas lavouras.

Na segunda-feira (5), os técnicos do programa participaram juntamente com gerentes, agrônomos das fazendas e agricultores da reunião para a 2ª fase do Diagnóstico e Manejo de Fitonematóides, espécie que apresenta maiores riscos de perdas para o cultivo do algodoeiro. O encontro contou com a expertise do pesquisador Dr. Fabiano Perina, da Embrapa – Fundação Bahia. O coordenador do programa fitossanitário da Abapa, Antônio Carlos Araújo, explica que, com o algodão plantado no campo, as equipes retornam para uma segunda rodada de reuniões nos núcleos agrícolas. “Já fizemos o primeiro monitoramento durante o vazio sanitário, de setembro a novembro, quando instalamos as armadilhas em todas as linhas dos 18 núcleos das regiões oeste e sudoeste baianos.  O objetivo é garantir um indicador para controle das pragas e evitar a redução da produtividade e danos econômicos aos produtores”, explica.

Com a colaboração dos produtores, a equipe técnica do Programa Fitossanitário vem acompanhando a destruição dos restos de cultura de algodão, também conhecidas como tigüeras, nas margens das rodovias e estradas vicinais. “Existe um compromisso firmado entres os produtores nos núcleos que se responsabilizam pelos perímetros nas suas linhas, onde são erradicadas as tigueras do algodão e também da soja, medida que vem sendo essencial para o combate às pragas nestas culturas”, afirma. Na safra passada, foram mais de três mil quilômetros de dessecações de restos de culturas de algodão nas margens das rodovias.

No ano passado, somente nas áreas produtivas de algodão do oeste da Bahia, foram realizadas 668 visitas nas 181 propriedades de algodão e áreas de rotação, para as 74 algodoeiras foram 68 visitas. Já a região sudoeste do Estado recebeu 618 visitas nas 583 propriedades, a maioria de pequenos produtores. Financiado pelo Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) e Fundeagro, o Programa Fitossanitário da Abapa oferece apoio operacional e logístico aos projetos de pesquisas de instituições como Universidade de São Paulo (Usp – Esalq), Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Embrapa, Aiba, Fundação Bahia empresas do agronegócio e produtores de algodão associados da Abapa.

Fonte: Abapa

Riachão das Neves: Grupo que abriu caixão por achar que mulher foi enterrada viva deve responder por violação funerária, diz polícia

foto4

As pessoas que abriram o túmulo de uma mulher mais de 10 dias após o sepultamento, por acreditarem que ela tinha sido enterrada viva, devem responder por violação de urna funerária, crime que está previsto no artigo 210 do Código Penal, com pena de reclusão de um a três anos. O caso ocorreu no município de Riachão das Neves, no oeste do estado.

A informação foi passada ao G1 na manhã desta quinta-feira (15) pelo delegado Antistenes Benvindo, que atua como plantonista regional da delegacia de Barreiras, também no oeste do estado, e que fez o registro do caso. Ele diz que as investigações preliminares apontam que a situação relatada pelos familiares não se sustenta em nenhum indício plausível.

O delegado da cidade de Riachão das Neves, Arnaldo Alves, que assumiu a apuração do caso após registro inicial da delegacia de Barreiras, também contou à reportagem que as informações que levaram familiares a violarem o túmulo não passaram de “boatos”.

Rosângela Almeida dos Santos, de 37 anos, estava internada no Hospital do Oeste, em Barreiras, com um quadro de infecção respiratória. No dia 28 de janeiro, ela teve o falecimento atestado pela unidade médica após um quadro de choque séptico, quando a infecção se alastra pelo corpo afetando vários órgãos.

No dia seguinte, ela foi sepultada em Riachão das Neves. Onze dias depois do enterro, por acreditar que a mulher tinha sido enterrada viva, um grupo abriu o caixão que tinha sido depositado em uma urna funerária.

Uma perícia foi feita no túmulo, onde o corpo foi recolocado, e um laudo deve esclarecer a situação. O prazo para divulgação do documento não foi divulgado. Segundo o delegado de Riachão das Neves, que assumiu as investigações, todos os envolvidos no caso devem ser ouvidos a partir desta quinta-feira.

Fonte: G1

Mortes em rodovias caem 60% no carnaval; embriaguez ao volante cresce 43%, diz PRF

IMAGEM_NOTICIA_5

Um total seis mortes foram registradas nas rodovias federais que cortam a Bahia durante o feriado de carnaval. O número representa 60% a menos de óbitos registrados no mesmo período do ano passado, conforme dados divulgados nesta quinta-feira (15) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA). Em relação à embriaguez ao volante, 234 motoristas foram flagrados dirigindo após ingerir bebida alcoólica, aumento de 43% em relação a 2017. No ano passado, foram 164 condutores autuados por alcoolemia.

A infração é considerada gravíssima e prevê multa de R$ 2.934,70No mesmo período deste ano, 79 pessoas ficaram feridas, número 34% menor que o do ano passado. Conforme a PRF-BA, foram anotados 73 acidentes, o que representa 25% a menos do que foi registrado em 2017.

Ainda conforme os dados, 8.712 veículos foram fiscalizados, 9.623 pessoas abordadas, e 1.678 autuações por ultrapassagens proibidas registradas. Estas manobras, segundo a polícia, são responsáveis pelo maior número de mortes em rodovias. A ação começou na madrugada do dia 9 de fevereiro e foi concluída às 23h59 da quarta-feira (14).

Fonte: Bahia Notícias

Prefeitura de São Desidério entregará importantes obras no povoado de Guará no sábado 17

convite inauguração 17.02

Casas

Ginásios

O Governo da Justiça Social e Progresso, por meio das Secretarias Municipais de Assistência Social (SAS), Cultura, Esporte e Lazer (SECULT) e de Infraestrutura, Transportes e Serviços Públicos (SEINFRA) realizará no sábado, 17, às 19 horas no povoado de Guará, a inauguração de três obras.

Localizado a cerca de 100 km da sede de São Desidério, a solenidade de inauguração contemplará a entrega das obras do Ginásio de Esportes, Sistema de Abastecimento e de Três Casas Populares para a população.

“Para corresponder às necessidades há muito tempo almejadas pelas pessoas que vivem nesta localidade, essas obras representam mais cidadania e irão beneficiar a população da comunidade de Guará em três importantes áreas: o Esporte e Lazer, a Infraestrutura e a Assistência Social”, explica o prefeito Zé Carlos.

Ascom São Desidério

Formosa: Ônibus e carreta se envolvem em acidente grave e deixam mortos e feridos na BR-020

acidente-onibus-2

carreta

onibus-2

Um ônibus e uma carreta se envolveram em um grave acidente na manhã desta quinta-feira (15), na BR-020, em Formosa, cidade goiana do Entorno do Distrito Federal. Segundo o Corpo de Bombeiros, seis pessoas morreram no local. Além disso, o Hospital de Base confirmou que mais uma pessoa, que foi socorrida, também não resistiu aos ferimentos. Além disso, 30 pessoas ficaram feridas e encaminhadas para unidades de saúde da região.

O acidente aconteceu por volta das 6h30, no Km 45 da rodovia, entre os povoados de JK e Bezerra. No ônibus viajavam 43 passageiros mais o motorista. A assessoria de imprensa dos bombeiros em Goiás informou que a corporação procura ainda por mais sete pessoas.

Com a pancada, uma das laterais do ônibus ficou completamente destruída. A carreta transportava adubo e toda carga ficou espalhada no local. A proprietária do veículo já está providenciando guincho para retirá-lo da pista. O caminhoneiro sobreviveu.

(mais…)

Quatro suspeitos de sequestrar ex-prefeito de Valença são presos em SP

IMAGEM_NOTICIA_5(Foto G1)

Quatro suspeitos de participar do sequestro do ex-prefeito de Valença e empresário Ramiro Campelo, em janeiro deste ano, foram presos nesta quarta-feira (14) em uma churrascaria no Km 19 da rodovia Presidente Dutra, em Caçapava (SP). Campelo, que é dono das Lojas Guaibim, foi sequestrado no dia 18 de janeiro e encontrado no último dia 12.

Foram presos Márcio Reis dos Santos, o Bradock, e Geraldo Alves de Carvalho Neto; o pernambucano Carlos Eduardo Rabello; e o mineiro André Luis Maciel Santos. Com eles foram encontrados valores resultantes do pagamento realizado pela família para a libertação da vítima. O valor será divulgado em breve, após conferência. A prisão foi executada pela Polícia Civil da Bahia com apoio da Delegacia anti-sequestro da PC de São Paulo, para onde os membros da quadrilha foram encaminhados. De acordo com o delegado do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado Cleandro Pimenta, que assumiu as investigações, a Polícia Civil tomou providências de polícia judiciária, mesmo com a recusa da família em aceitar a participação da polícia na negociação com a quadrilha. Márcio e Geraldo tiveram mandado de prisão cumprido, enquanto Carlos e André foram encaminhados para a adoção das medidas cabíveis. A polícia prossegue com buscas em outros municípios paulistas para capturar o restante da quadrilha.

Bahia Noticias