Comitê Emergencial de Enfrentamento ao COVID-19 é criado em São Desidério

1

2

A Prefeitura de São Desidério por meio da Secretaria Municipal de Saúde criou o Comitê Emergencial de Enfrentamento ao COVID-19 com o objetivo de garantir o monitoramento de ações preventivas ao novo coronavírus (COVID-19) no município.

O comitê é formado pelo Secretário de Saúde, Zé Barbosa, técnicos da Vigilância Sanitária e Epidemiológica, médicos, direção do Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora Aparecida e membros da Atenção Básica, que estiveram reunidos na tarde desta quarta-feira 25 de março.

No momento foi apresentado o fluxograma do Covid-19 nas Unidades de Saúde e Postos de Saúde Familiar (PSF’s), da sede e zona rural do município e os participantes receberam orientações acerca das medidas de controle do coronavírus, a exemplo de manejo clínico, notificação e monitoramento de casos suspeitos, coleta de exame em domicílio, manutenção de equipamentos de proteção individual (EPI’s), entre outras.

“Este é um momento de muita responsabilidade e o prefeito Zé Carlos preocupado com o bem estar da população, está tomando todas as medidas possíveis, assim como as nossas equipes estão empenhadas na prevenção do Coronavírus no município de São Desidério”, declarou o secretário de Saúde, Zé Barbosa.

Ascom São Desidério

Prefeitura de Barreiras em parceria com o FNDE oferece cursos do Programa Formação pela Escola, à distância

Para participar, os gestores, coordenadores e professores da rede municipal devem fazer a inscrição, até sexta-feira (27)

FormaçãoA Prefeitura de Barreiras por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) irá oferecer os cursos do Programa Formação pela Escola na modalidade educação à distância (EAD) para os profissionais do Município.

A iniciativa é uma das estratégias adotadas pelo FNDE no contexto de prevenção e combate ao Coronavírus, articulada em parceria com a Secretaria de Educação de Barreiras, por meio do regime de colaboração. Nesta etapa será oferecido o curso do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) envolvendo os coordenadores pedagógicos, gestores escolares, técnicos de educação e professores do ensino fundamental.

A secretária de educação, Cátia Alencar, explicou que a formação continuada é uma das estratégias educacionais implantada desde 2017, proporcionando cursos e capacitação que visam contribuir para o aprimoramento da gestão de dirigentes e técnicos educacionais de toda rede municipal de ensino.

“É muito importante a participação do corpo pedagógico, gestores e professores nesse curso da formação para as escolas. Buscamos junto ao FNDE e MEC essa modalidade 100% EAD, para oportunizar nossos profissionais de terem acesso aos conteúdos durante este momento de suspensão das aulas, porque precisamos seguir fortalecendo a educação do nosso município”, disse a secretária Cátia.

As aulas iniciam na segunda-feira (30), e serão disponibilizadas pela plataforma de educação corporativa do FNDE. Para participar, os interessados devem entrar em contato até sexta-feira (27), com a tutora municipal Acielle Freitas pelo telefone 77 99992-6105.

Dircom Barreiras

Filiação aos partidos políticos deve ser realizada até 4 de abril para quem deseja se candidatar às Eleições 2020

Mesmo com a suspensão de serviços presenciais no TRE-BA por conta da pandemia de coronavírus, o prazo para filiação partidária tem data mantida no calendário eleitoral e pode ser feita pela internet, por meio do sistema Filia

unnamed

Eleitores que quiserem se candidatar em 2020 têm até 4 de abril para se filiar aos partidos políticos. O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) manteve a data-limite no calendário, seguindo determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mesmo diante da pandemia de coronavírus, que levou a Justiça Eleitoral a atuar em plantão extraordinário. O TSE não modificou o prazo entendendo que a data está prevista em lei e também que a filiação pode ser feita online, por meio do sistema Filia.

A decisão do TSE foi unânime e considerou a data de seis meses antes do pleito, prevista na Lei das Eleições (nº 9.504). O artigo 9º, caput, diz que, para concorrer, o candidato deve possuir domicílio eleitoral na respectiva circunscrição pelo prazo de seis meses e estar com a filiação deferida pelo partido no mesmo período.

O chefe da Seção de Registro de Partidos e Candidatos (SERPAC) do TRE-BA, Jonas de Oliveira, explica que a tecnologia já adotada pela Justiça Eleitoral permite que os partidos políticos sigam lançando dados no sistema Filia. Não há a necessidade de que os futuros candidatos estejam presentes, porque tudo pode ser feito pela internet.

Os partidos têm até o dia 15 de abril para entregar as listas atualizadas à Justiça Eleitoral. “Mesmo diante da pandemia que estamos vivendo e de todos os seus efeitos no Brasil e no mundo, temos tecnologia para a filiação partidária, ainda que os candidatos não compareçam aos partidos ou aos cartórios eleitorais”, afirma Jonas.

O chefe da SERPAC orienta que os candidatos fiquem atentos ao fato de que alguns órgãos partidários estão com os serviços suspensos e não irão conseguir processar a demanda. Isso também não impede a filiação, uma vez que é possível recorrer a esses órgãos em outros âmbitos, esclarece Jonas. Por exemplo, se os escritórios municipais estiverem fechados, os estaduais podem ser acessados. No caso de órgãos estaduais com serviços suspensos, o órgão nacional tem como lançar os dados e submetê-los à Justiça Eleitoral.  (mais…)

Governadores manterão medidas de isolamento social contra a covid-19

Coronavirus

Governadores de 26 estados se reuniram nesta quarta-feira (25), por videoconferência, para discutir ações emergenciais em meio à disseminação do novo coronavírus (covid-19) no país. Eles pediram medidas como a suspensão do pagamento de dívidas e empréstimos com a União e bancos públicos federais e a imediata aprovação do Projeto de Lei Complementar 149/2019, conhecido como Plano Mansueto, que implementa um novo programa de auxílio financeiro a estados e municípios.

O encontro ocorreu após os governadores terem se reunido, em grupos separados, com o presidente da República e ministros, também por videoconferência, nos últimos três dias. Apenas o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, não participou da reunião de hoje.

Eles reivindicaram também mais apoio do governo federal para a aquisição de equipamentos e insumos necessários à preparação de leitos hospitalares. “Precisamos de uma estrutura adequada, temos poucos leitos de UTI [unidades de Terapia Intensiva]. A gente precisa de mais teste para o coronavírus”, disse o governador de Rondônia, Marcos Rocha.

Na última segunda-feira (23), o governo federal já havia anunciado a suspensão do pagamento de parcelas de dívidas e o auxílio financeiro para compensar a queda na arrecadação dos estados.

Segundo o governador de São Paulo, João Doria, uma carta com as principais sugestões dos governadores será enviada ao presidente da República e ministros. “Todos os governadores fizeram intervenções, ajudaram e contribuíram com a elaboração da carta dos governadores, que será distribuída em breve, e encaminhada ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e aos seus ministros da Fazenda [Economia] e da Saúde. O objetivo dos governadores é defender o Brasil e proteger os brasileiros em cada um dos seus estados, no plano da saúde, das suas vidas e no plano econômico”, afirmou.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, participou da videoconferência e sugeriu que os governadores priorizassem medidas emergenciais, que garantam o funcionamento dos estado e evitem o desemprego.

“A gente precisa resolver o curto prazo, garantir o emprego, garantir a renda dos municípios e dos estados para que eles possam continuar funcionando. A gente tem que tratar do curto prazo”, afirmou.

Isolamento social

Numa referência às medidas de isolamento social, os governadores disseram que seguirão adotando regras com base nas recomendações técnicas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Pernambuco teve ontem o seu primeiro óbito por coronavírus, e isso só nos faz reforçar todo o entendimento que tem colocado em prática desde o início dessa pandemia no Brasil. As restrições que têm sido feitas estão no caminho correto, em virtude de que os estados têm que se preparar”, afirmou o governador pernambucano, Paulo Câmara.

Segundo ele, os governos estaduais ainda precisam ganhar tempo para montar uma estrutura mais adequada de leitos e equipamentos de saúde para enfrentar um período de alta demanda, que ocorrerá nas próximas semanas.O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, ponderou, por outro lado, que as medidas de isolamento social devem ser tomadas de forma equilibrada, para não afetar ainda mais a economia.

“Eu não posso tomar aqui no Mato Grosso a medida que São Paulo tomou porque eu tenho aqui 13 vezes menos população em uma área três vezes maior. Então, eu tenho muito medo dos reflexos econômicos de todas essas restrições que começaram a surgir no Brasil inteiro, e aqui no meu estado”, disse.

Emprego e renda

Na reunião, os governadores também manifestaram preocupação com a garantia dos empregos e assistência social. “O coronavírus mata e a fome também, por isso nosso foco de estarmos todos empenhados na saúde da população e na sobrevivência dos setores mais vulnerabilizados da nossa sociedade. Faço coro ao que foi dito, garantir os empregos e proteger as milhões de pessoas que trabalham na informalidade, que estão desamparados”, afirmou a  governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra.

“Que possamos criar um amplo programa de transferência de renda para famílias pobres, tendo como referência os beneficiários de programas já existentes”, disse o governador do Pará, Helder Barbalho, afirmando que há R$ 1 trilhão em recursos do Tesouro Nacional em receitas vinculadas não utilizadas.

Prefeitos

Os integrantes da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que inclui 406 municípios com população de mais de 80 mil habitantes, divulgaram nesta quarta-feira posicionamento sobre as manifestações do presidente Jair Bolsonaro no pronunciamento exibido em rede de rádio e TV nesta terça-feira (24). No documento, os gestores defendem que “resguardar a vida das pessoas, dos cidadãos brasileiros é o objetivo máximo de quem tem responsabilidade de liderar, seja nos municípios, nos estados e ainda mais no país”.

Os prefeitos relataram que não tiveram acesso a equipamentos de proteção individual (EPIs) que seriam disponibilizados pelo governo federal e que os R$ 8 bilhões, fracionados em quatro meses, destinados à área de saúde nos estados e municípios, ainda não foram pagos. Na nota, eles pedem a “necessária e constitucional liderança do governo federal no enfrentamento dessa pandemia”.

Fonte: Odestaque/ Agência Brasil

Prefeitura de São Desidério cria canal de comunicação para denúncias e dúvidas sobre Coronavírus

denúncia

Com o objetivo de denunciar estabelecimentos comerciais que não estão cumprindo as medidas e desrespeitando os decretos municipais com medidas preventivas ao novo coronavírus (COVID-19), a Prefeitura de São Desidério, por meio da Secretaria Municipal de Saúde criou um canal de comunicação.

Além de denúncias, o canal de comunicação é também uma ferramenta de apoio aos munícipes para fornecer dados, orientações e esclarecer dúvidas sobre a situação do Coronavírus no município de São Desidério.

Disponibilizado diariamente, a população pode acessar o canal de comunicação por meio dos telefones (77)3623-2307 ou (77)99910 – 7260.

Ascom São Desidério

Boletim Informativo Coronavírus (COVID-19) nº 014 de 26 de março de 2020 – Prefeitura de Barreiras

prefeitura-de-barreiras

A Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Saúde, informa que nas últimas 48 horas não houve nenhuma identificação de caso com características que indicam suspeição de Coronavírus (COVID – 19).

Informa ainda que dos 03 (três) casos suspeitos que aguardavam resultado, mais dois foram concluídos e testaram negativo. Trata-se de uma pessoa do sexo feminino de 58 anos, que teve contato com um caso positivo e uma pessoa do sexo masculino de 40 anos, que também teve contato com caso positivo.

A Secretaria de Saúde está monitorando 31 (trinta e um) casos com suspeitas leves que se encontram em isolamento respiratório domiciliar, sem exigência de notificação para coleta de exames. E mantém a publicação de boletins diários para que a população fique devidamente informada sobre o assunto.

Dircom Barreiras

Mortes por novo coronavírus sobem para 57 no Brasil

Covid-19 tem a taxa de letalidade de 2,4% no Brasil

Movimentação de idosos no posto da 612 Sul para Vacinação contra Influenza

O número de mortes decorrentes do novo coronavírus (covid-19) chegou a 57, conforme atualização do Ministério da Saúde publicada hoje (25). Pela primeira vez desde o início da pandemia, foram registradas mortes fora dos epicentros do surto no país, São Paulo e Rio de Janeiro. Falecimentos em razão da covid-19 ocorreram em Pernambuco, no Rio Grande do Sul e no Amazonas.

O total de mortes marca um aumento de 11 em relação a ontem, quando a contabilização marcava 46 vítimas que vieram a óbito por conta da infecção. Na segunda-feira, eram 25 falecimentos.

Do total, 48 foram em São Paulo, seis no Rio de Janeiro, uma no Amazonas, uma no Rio Grande do Sul e uma em Pernambuco.

O total de casos confirmados saiu de 2.201 ontem para 2433 casos. O resultado de hoje marcou um aumento de 28% nos casos em relação ao início da semana, quando foram contabilizadas 1.891 pessoas infectadas.

Como local de maior circulação do novo coronavírus no país, São Paulo também lidera o número de pessoas infectadas, com 862 casos confirmados. Em seguida, o Rio de Janeiro (370), Ceará (200), Distrito Federal (160), Minas Gerais (133) e Rio Grande do Sul (123).

Também registram casos confirmados Santa Catarina (109), Bahia (84), Paraná (81), Amazonas (54), Pernambuco (46), Espírito Santo (39), Goiás (29), Mato Grosso do Sul (24), Acre (23), Sergipe (16), Rio Grande do Norte (14), Alagoas (11), Mato Grosso (oito), Maranhão (oito), Piauí (oito), Roraima (oito), Tocantins (sete), Pará (sete), Rondônia (cinco), Paraíba (três), e Amapá (um).

Ministério da Saúde recomenda o isolamento a quem apresenta sintomas da covid-19 e a moradores da mesma residência do paciente sintomático, bem como a idosos acima de 60 anos, pelo prazo de 14 dias. Uma vez terminado esse período, não haveria mais necessidade da medida, a não ser em casos de uma condição médica específica.

Fonte: Odestaque/ Agência Brasil

Prefeitura de São Desidério instala barreiras sanitárias nas entradas da cidade para conter a disseminação do Coronavírus

a

a1

a2

a3

a4

Foram instaladas nesta quarta-feira, (25), 04 barreiras sanitárias nas entradas da cidade, sentido Barreiras, Catolândia, Correntina e na BA 463 que dá  acesso a BR 020 (São Desidério/Brasília), além de outra no trevo do distrito de Roda Velha. O objetivo da ação é evitar a proliferação do novo coronavírus (COVID-19) no município de São Desidério.

Nas barreiras, os viajantes são submetidos à aferição de temperatura para identificar sintomas relacionados à doença, em fase de pandemia mundial, além de monitoramento e orientação aos motoristas e passageiros. Os pontos de fiscalização sanitária vão funcionar em caráter excepcional e temporário e são executados por uma força tarefa conjunta entre os fiscais da Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Saúde e da Polícia Militar.

“Estamos fazendo a aferição da temperatura dos viajantes com o termômetro digital, para não haver contato próximo com as pessoas. Caso encontramos algum passageiro com sintomas, ele receberá orientações para o isolamento domiciliar ou o encaminharemos para um posto de saúde”, disse a coordenadora da Vigilância Epídemiológica, Luzenir Alves.

Os motoristas e passageiros aprovaram essa medida. “Com isso ficaremos mais tranquilos, pois estamos evitando a disseminação do vírus em nossa cidade”, disse o motorista, Antônio Bispo.

Ascom São Desidério

Família acolhida pela Prefeitura de Barreiras em isolamento domiciliar em Barreirinhas é liberada da quarentena

CAPA

DSC_0023

Superado o período da quarentena e após o caso suspeito com quem uma família de Barreiras manteve contato testar negativo para o novo Coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Barreiras através da Secretaria Municipal de Saúde, conduziu os familiares que estavam em isolamento domiciliar em um imóvel locado no Bairro Barreirinhas, de volta à sua residência, na manhã dessa quarta-feira (25).

A família composta por oito pessoas, dentre eles, idoso, gestante e crianças, que se encontravam em vulnerabilidade social e mantiveram contato com um caso suspeito do Covid-19 que testou negativo, foram colocados em isolamento domiciliar (quarentena) em condições dignas e monitoradas durante todo esse período, conforme medida preconizada pelo Ministério da Saúde.

De acordo com o secretário de saúde, Anderson Vian, toda a assistência à família foi realizada obedecendo aos preceitos do Ministério da Saúde. “A família que durante todo o período de isolamento contou com o apoio e atenção da Prefeitura, recebeu acompanhamento psicológico remoto e monitoramento das equipes de saúde, seguirá tendo a assistência do Poder Público. Eles foram orientados a tomar todas as precauções que o momento requer, como higienização pessoal e o cumprimento do isolamento domiciliar, recomendação que precisa ser compartilhada por todos os barreirenses que é ficar em casa!”, disse o secretário.

Dircom Barreiras

Prefeitura de São Desidério realiza diversas ações no enfrentamento ao Coronavírus

1

3

4

7

2

5

Após a publicação dos decretos municipais com ações restritivas e preventivas para impedir a proliferação do novo coronavírus, a Prefeitura através da Vigilância Sanitária iniciou uma série de ações para o cumprimento das medidas em todo o município. As equipes estão percorrendo os povoados, distritos e na sede para fiscalizar, orientar e conscientizar a população.

Sobre as medidas tomadas, só estão funcionando os estabelecimentos que ofereçam serviços essenciais, como farmácias, posto de combustível, supermercado, padarias, frutarias, serviços funerários, distribuidoras de gás e água.

Foram suspensos as aulas, todos os eventos públicos e privados de quaisquer naturezas, assim como todas as atividades em feiras, em clubes, academias, clínicas, bares, museus, biblioteca, centro cultural, ginásios e estádios, e atrativos turísticos.

Para cumprir o que determina nos decretos municipais, a Vigilância Epidemiológica vem realizando uma força tarefa, fiscalizando estabelecimentos, buscando ativamente pessoas que chegaram de outros estados, visitas as comunidades rurais com orientação para as pessoas sobre os cuidados, dialogando junto com empresas que trabalham com grande número de trabalhadores, além de realizar capacitações para médicos, dentistas, enfermeiros e técnicos que trabalham nos PSF’s e que lidam diretamente com a população.

“Há alguns locais que enfrentamos dificuldades, pois algumas pessoas ainda não têm consciência da gravidade, porém com bastante diálogo explicamos a importância do isolamento social, da higienização e dos riscos para quem não cumpre tais medidas, assim como multas e suspensão dos alvarás, mas sentimos dia a dia que a população vem entendendo o recado e cumprindo, como o isolamento social”, destacou a coordenadora da Vigilância, Luzenir Alves.

Ascom São Desidério