Dr. Claudemir: foram 22 presos soltos em LEM é não 40

Em entrevista aos repórteres Sigi Vilares e Jonivaldo Barbosa, o juiz da vara crime de Luís Eduardo Magalhães, Claudemir Pereira, informou que na realidade foram 22 presos soltos ontem, 15, e não 40 como divulgado.

“Quero dizer para a população dessa cidade que esse juiz não é irresponsável de soltar presos a revelia. Os presos que ganharam liberdade são, na sua grande maioria, primários. O ministério público participou dessa decisão. Todos os presos têm direito a ampla defesa e sem dizer que a cadeia da cidade tem capacidade apenas para 12 presos. Todos os anos pegamos fazemos esse trabalho”, disse ele.
Na segunda-feira, 20, no programa “Mundial Notícias”, da Rádio Mundial FM, será veiculada a entrevista completa do magistrado. O programa começa as 11h30.

SPRB apresenta balanço de ações 2016 e metas para 2017

O Balanço das Ações de 2016 e o Planejamento para 2017 do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras (SPRB) foram apresentados aos produtores rurais e parceiros na última terça-feira (13), no Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Estância do Rio Grande.

Entre as atividades desenvolvidas estão os cursos de Formação Profissional Rural e Promoção Social, realizados pelo convênio com a Agrosul, Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa), John Deere e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), que em 2014 iniciou com 24 turmas e finalizou o ano de 2016 com 139 turmas e o total de 2.085 profissionais capacitados. A previsão para 2017 é atingir a meta de 160 turmas e mais 1.920 de habilitados. (mais…)

PROJETO DE PABLO BARROZO QUE MUDA NOME DO AEROPORTO DE BARREIRAS É APROVADO NA AL-BA

O projeto de lei de autoria do deputado Pablo Barrozo (DEM) que muda o nome do aeroporto de Barreiras, passando a se chamar Dom Ricardo Weberberger, foi aprovado nesta quinta-feira (15) na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).
Figura importante para o Oeste, Dom Ricardo Weberberger foi o primeiro Bispo da Diocese de Barreiras e tinha como lema: Redentor dos Homens. Nato da Áustria, porém recebeu os títulos de cidadão barreirense outorgado pela Câmara Municipal e cidadão baiano, concedido pela Assembleia Legislativa da Bahia.

Teólogo e doutor em filosofia, Dom Ricardo teve uma vida dedicada à causa social e tinha como missão a luta pela defesa dos direitos humanos. “Dom Ricardo foi um ícone na defesa da cidadania, da educação e dos direitos humanos, homenageá-lo denominando o aeroporto de Barreiras é homenagear o povo de Barreiras e do Oeste, a quem ele devotou toda a sua vida”, disse o deputado Pablo Barrozo.

História
Nascido em 05 de setembro de 1939 na cidade de Bad Leonfelden na Áustria, Dom Ricardo Weberberger, chegou na Diocese de Barreiras em 24 de fevereiro de 1974 e tomou posse como 1º Bispo em 26 agosto 1979 – na Catedral São João Batista. Em 2009 foi celebrado o grande jubileu dos 30 anos da Diocese e de seu episcopado, porém um ano depois por conta de um tratamento de câncer na cabeça, Dom Ricardo veio a falecer na Áustria. Entre suas ações estão a implantação da Reforma agrária em Angical –BA (a maior da América Latina); Foi presidente do Regional Nordeste 3 (NE3) da CNBB 2000/2003; Por último foi Membro do Conselho Permanente do Meio Ambiente da CNBB, da Coordenação do Fórum Nacional de Mu

Justiça soltou nesta quinta-feira, 15, cerca de 40 presos da cadeia da delegacia de polícia, Luis Eduardo Magalhães

Os presos que ganharam liberdade respondiam, em sua maioria, por furtos, roubos e assaltos. Mas na DP de LEM teve noticia boa também nesta quinta-feira: O delegado Leonardo Almeida vai receber ainda esse mês oito novos policiais civis.

Os novos agentes vão trabalhar na área de investigação e provavelmente irão prender parte desses presos soltos hoje pela justiça. Isso é claro eles voltem a cometer crimes, o que torcemos que não ocorra mais.

O delegado Rivaldo Luz, coordenador regional da polícia civil, demonstrou preocupação com a decisão da justiça, mas também comemorou a vinda de mais agentes para Luís Eduardo. “Para a polícia que prende é sempre uma preocupação a soltura de preso.

Mas, sabemos que nossa lei é falha. Quando a insegurança bate na porta do cidadão é para a polícia que ele recorre. Se por um lado há preocupação, por outro há alegria com a chegada de novos investigadores que vão somar forças conosco no combate ao crime”, disse o delegado

Fonte Sigi Vilares

Polícia suspeita que menino morto ao subir em muro foi baleado por menor

 

Vítima foi enterrada nesta quinta-feira (15), em Medeiros Neto.
Suspeito é vizinho do garoto que apareceu em foto com arma, diz polícia.

Do G1 BA

Rua Itália em Medeiros Neto onde adolescente foi baleado e morto (Foto: Sessé Guimmas/Medeiros Dia Dia)

Um adolescente de 16 anos é suspeito de ter sido autor do disparo que matou o garoto de 13 anos em Medeiros Neto, no sul da Bahia. A vítima estava em cima de um muro para pegar manga e jaca de árvores que pertenciam a um terreno vizinho à casa onde morava. As informações são do delegado que investiga o caso, Jorge da Silva.

O garoto de 13 anos foi enterrado nesta quinta-feira (15), no cemitério Alto da Colina, em Medeiros Neto.

Conforme Silva, o terreno onde estavam as árvores das quais a vítima queria pegar as frutas pertence ao padrasto do adolescente suspeito de ter efetuado o tiro. À polícia, jovem de 16 anos negou a posse de arma e que tenha realizado o disparo.

“Ele [o adolescente] foi convidado junto a mãe para vir à delegacia, e a gente suspeita dele porque recebemos uma denúncia anônima de que ele tem uma arma. Quem denunciou mostrou a foto do adolescente, que ele mesmo [o suspeito] enviou através do whatsapp, com uma arma calibre 32 na mão. Ainda não achamos a arma, mas ele não deixa de ser suspeito. O perito já me confirmou que o menino foi atingido por uma arma calibre 32. Além disso, um dos irmãos do menor teria tido um probleminha com o suspeito, briga de criança, mas isso são informações iniciais de vizinhos que também apontaram que ele [o suspeito] tem envolvimento com pessoas ligadas ao crime, como tráfico de drogas”, explicou.

De acordo com o delegado, a falta de uma testemunha ocular dificulta as investigações. “Ele estava junto com os irmãos em casa, subiu no muro e pediu um ‘pau’ para pegar a fruta. O irmão menor, de uns cinco anos, deu a ele o pedaço de madeira e entrou em casa novamente. Quando ouviu o barulho, o irmão já estava no chão”, relatou.

O delegado informou ainda que solicitou ao adolescente um exame de pólvora combusta. Ele foi submetido ao procedimento no Departamento de Polícia Técnica (DPT) na quarta-feira (14), em Teixeira de Freitas, e o resultado deve sair em 15 dias. “Fiz um termo de responsabilidade para que ele fosse fazer os exames. Ele deve retornar à delegacia com a mãe”, disse, Jorge da Silva.

A mãe do garoto de 13 anos ainda não foi ouvida, pois segundo o delegado, está em estado de choque.

Muro onde adolescente subiu e foi baleado fica junto à mangueira, no sul da Bahia (Foto: Sessé Guimmas/Medeiros Dia Dia)
Muro onde adolescente subiu e foi baleado no sul
da Bahia (Foto: Sessé Guimmas/Medeiros Dia Dia)
Rua Itália em Medeiros Neto onde adolescente foi baleado e morto (Foto: Sessé Guimmas/Medeiros Dia Dia)

 

 

 

 

CNJ vai investigar juiz que determinou prisão de policial na Vaquejada de Serrinha

bn

A conduta do juiz Paulo Ramalho Pessoa de Andrade Campos Neto, da comarca de Tucano, será investigada pela Corregedoria Nacional de Justiça, por determinar a prisão de policiais durante a Vaquejada de Serrinha, na região sisaleira, por não ter conseguido escolta policial durante a festa. O caso aconteceu no dia 4 de setembro deste ano (clique aqui e saiba mais). O corregedor nacional de Justiça, ministro Otávio de Noronha, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), determinou que a Corregedoria do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) encaminhe copias inquérito administrativo instaurado contra o magistrado para apurar os fatos. O juiz determinou a prisão do Capitão Juraci Cunha por crime de desacato. A juíza assessora da Corregedoria, Angela Bacellar Batista, relatou que, após o contraditório, com oitiva do magistrado, os fatos que deram ensejo ao conflito entre Ramalho e o capitão foram esclarecidos. A discussão foi registrada em vídeo. A juíza presume que houve manipulação nas imagens, feitas pelos próprios policiais, “demandando maior rigor no sopesamento dos fatos”, em razão da “desconfiança de prévio desagrado entre alguns integrantes da milícia local, quiçá imbuídos da pecha de corporativismo, e o magistrado, devido à atuação jurisdicional do representado que resultou na prisão de alguns policiais militares e de um delegado de polícia da comarca de Tucano sob a acusação de peculato” em três processos. “Em que pese esta Corregedoria das Comarcas do Interior haja concluído pela inexistência de elementos desafiadores da instauração da instância disciplinar contra o magistrado, a Corregedoria Nacional de Justiça, a despeito da retidão e razoabilidade com que atua este órgão censor estadual, cujos reflexos em prol da Justiça se fazem sentir com êxito e concretude, não satisfeita com as informações já prestadas, encaminhou o expediente ora colacionado às fls. 39/40, assinalando o prazo de 15 dias para que lhe seja encaminhada cópia de todo o procedimento administrativo instaurado no âmbito de sua atuação referente ao caso em comento”, diz o despacho, publicado no Diário da Justiça Eletrônico de quarta-feira (15). A Corregedoria acatou ao pedido de providências do CNJ e determinou a remessa de cópia integral do procedimento administrativo contra o magistrado para o ministro João Otávio Noronha. 

(BN)

Ao tentar beber água, homem perde controle do carro e morre na BR 242 próximo de Barreiras.

acidnete-242-480x359

Um homem de 42 anos morreu e os dois filhos dele, um adolescente de 17 e uma menina de 13 anos, ficaram feridos após o carro em que estavam colidir contra uma carreta bitrem no municipio de Barreiras, na região oeste da Bahia. O acidente ocorreu na manhã desta quinta-feira (15), em um trecho da BR-242.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro em que o pai e os filhos estavam invadiu a contramão e depois bateu na carreta, que vinha no sentido oposto. As vítimas tinha saído de São Paulo e seguiam para o estado do Piauí.

A colisão foi por volta das 9h30, no km-826 da rodovia, a cerca de 25 km do centro de Barreiras. Conforme a PRF, o adolescente de 17 anos contou que foi pegar água para o pai, que dirigia o veículo, e o líquido espirrou no rosto dele, o que o fez perder o controle da direção e invadir a contramão.

O motorista, que não teve identidade divulgada, morreu ainda no local do acidente. O jovem de 17 anos e a menina de 13 foram encaminhados para o Hospital do Oeste, em Barreiras. O estado de saúde dos sobreviventes não foi informado.

G1 Bahia

POLICIAIS MILITARES SÃO PRESOS ACUSADOS DE SEQUESTRO EM CAMAÇARI

 

pm-camacariTrês policiais militares foram presos por extorsão mediante sequestro, na Estrada do Coco, Região Metropolitana de Salvador, por volta das 22h40min de ontem (14). O cabo Ronaldo Pedro de Souza e os soldados Henrique Paulo Chaves Costa e Jonas Oliveira Góis Júnior, mais um quarto sequestrador, exigiram R$ 300 mil para liberar as vítimas, segundo o comando-geral da PM.

Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do 12º Batalhão da PM/Camaçari prenderam os sequestradores. Os militares envolvidos no sequestro serão levados para a Corregedoria Geral da corporação.

Os policiais e o comparsa sequestram uma mulher e uma criança de colo e exigiram, do pai da vítima, o pagamento do resgate. Além de parte do dinheiro exigido no resgate, carro, sistema de som e as vítimas, a equipe que efetuou a prisão encontrou com os sequestrados seis pistolas, dinheiro e muita munição.

O sequestro ocorreu em Camaçari e os bandidos fugiram em direção a Salvador. Os policiais do Bope montaram bloqueio em um dos pedágios que liga as duas cidades. De acordo com o comando-geral da corporação, “no momento em que os carros entraram nas baias foram realizadas as abordagens e os quatro criminosos foram presos”.

Segundo a corporação, a quadrilha exigiu R$ 300 mil para o resgate. O pai da vítima pagou R$ 18 mil e entregou um carro Kia/Cerato e som automotivo. Ainda com a quadrilha, a polícia apreendeu nove celulares, duas algemas, placas e documentos de veículos, balaclava, relógio, quatro anéis dourados, uma pulseira dourada, uma corrente, três coldres e dois porta-carregadores.

O comandante geral da PM-BA, coronel Anselmo Brandão, disse ser “inadmissível o envolvimento de policiais militares com o crime. “Todas as medidas administrativas de corregedoria do comando da Polícia Militar serão adotadas para demitir integrantes da corporação que não honram a farda que vestem e não assumem o compromisso de proteger a sociedade”, assegurou.