Luís Eduardo Magalhães: Abastecimento fica temporariamente suspenso em sete bairros nesta quinta-feira (17)

downloadPara a retirada de vazamento em reservatório apoiado, o abastecimento de água será temporariamente suspenso nesta quinta-feira (11), a partir das 7h, nos seguintes bairros de Luís Eduardo Magalhães: Cidade Universitária I e II, Mimoso 1 e 2, Centro, Central Park, Residencial 90 e Setor M3.

Os serviços deverão ser concluídos no final do dia, quando o fornecimento de água será retomado gradativamente. A Embasa recomenda que os moradores mantenham o uso racional da água armazenada nos reservatórios domiciliares até a completa normalização do sistema.

Em caso de dúvidas, os moradores podem entrar em contato no 0800 0555 195 ou se direcionarem à loja de atendimento.

 

 Assessoria de Comunicação da Embasa Unidade Regional de Barreiras (UNB)

Agricultores da Coaceral promovem `Tratoraço´ contra cobrança abusiva do Funrural

tratoraço2

tratoraço6Os agricultores da região produtiva da Coaceral, em Formosa do Rio Preto (BA), se mobilizaram na manhã desta terça-feira (15) contra os abusivos impostos cobrados pelo Governo Federal. Eles realizaram um ‘Tratoraço’ e interromperam parcialmente o tráfego da BA-225, um dos importantes pontos de escoamento para a Coaceral, um dos principais polos agrícolas da Bahia. No pleito da reivindicação, está principalmente a aprovação do PRS 13/2017, tramitando na CCJ do Senado, que encerraria uma batalha judicial contra a cobrança do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), cuja alíquota é de 2,1% da receita bruta do empreendimento agrícola. tratoraço3

Agricultor há 16 anos na Coaceral, Carlo Reginatto, acredita que a aprovação de mais este imposto pode inviabilizar a produção agrícola brasileira. “Trabalhamos em um negócio de risco, que depende de fatores climáticos. Trazer mais este imposto pode impactar ainda mais o setor, principalmente depois do aumento do diesel que já sobrecarrega a contratação de frete para trazer insumos ou escoar a produção”. Gerente da Fazenda Concórdia, Emerson Felippin, vê no dia-a-dia o quanto este imposto pode prejudicar os agricultores. “Eles terão que reverter o imposto para o governo ao invés de investir na produção agrícola por meio da contratação de pessoas ou compra de máquinas e implementos agrícolas, movimentando a economia”, afirma.tratoraço4

Instituição que representa os agricultores da Coaceral, a Associação dos Produtores da Chapada das Mangabeiras (Aprochama), também se posiciona contrária à cobrança do Funrural. Ao apoiar na organização da mobilização, um dos diretores da associação, Adilson Sujuki, diz que os agricultores precisam se manter mobilizados para sensibilizar os parlamentares. “Em meio à crise, fomos um dos setores que mais impulsionaram a economia com emprego e renda, sendo injusto o Governo Federal recompensar nossos esforços com mais imposto para pagar”, revolta-se.tratoraço5

tratoraço6

Além da mobilização na região da Coaceral, a Aprochama integrou o Tratoraço realizado na BR-020,  em frente ao Complexo Bahia Farm Show em Luís Eduardo Magalhães (BA), organizado em conjunto pelos agricultores ligados à Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e o Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo. “Continuamos unidos e mobilizados ao que está acontecendo em Brasília. Queremos pressionar os parlamentares a corrigir a injusta cobrança do Funrural sobre o faturamento bruto, seja pela aprovação de emendas na Medida Provisória 793, seja pela PRS 13/2017, do Senado Federal. Tirar recursos dos produtores em forma de imposto não irá ajudar o país a sair da crise”, explica o presidente da Aprochama, Edson Fernando Zago.

 

Araticum Comunicação 

LEM: Oziel Oliveira é denunciado pela Câmara de Vereadores por licitação fraudulenta.

vereadoresPrefeituras em todo o país estão vencendo processos judiciais junto à União referente ao pagamento de precatórios do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização ao Magistério (Fundef).

Luís Eduardo Magalhães também tem vencimentos a receber, calculados em mais de R$ 34 milhões, porque a União repassou aos cofres municipais recursos menores do fundo entre os anos de 2003 e 2006.

Os vereadores Kenni Henke (DEM), Carlos Koch (PSC) e Filipe Fernandes (DEM) procuraram saber o motivo de o Município ainda não ter recebido o montante. A investigação rendeu uma denúncia ao Ministério Público Federal contra o atual prefeito Oziel Oliveira.

Entenda

Segundo Koch a ação contra a União no caso dos recursos de precatórios já estava transitada e julgada. “Bastava apenas o procurador do Município ir até Salvador protocolar junto ao processo o pedido de pagamento sem custo algum”, disse.

Ainda de acordo com o vereador, ao invés de evitar gastos desnecessários, Oziel teria contratado um escritório de advocacia com dispensa de licitação. “Ele contratou no custo de aproximadamente R$ 10 milhões para acompanhar esse processo. Isso é vergonhoso, é criminoso”, protestou.

Filipe Fernandes apontou outras irregularidades. “Não foi publicado no [Tribunal de Contas dos Municípios] TCM, com o intuito de esconder esse enorme valor. Valor contratado sem necessidade e sem respeitar os requisitos legais”, denunciou.

Fernandes chamou a atenção para a resolução nº 1.346/2016 do Tribunal de Contas dos Municípios onde estabelece que os recursos recebidos em decorrência de ação ajuizada contra a União, objeto de precatórios, em virtude de insuficiência dos depósitos do Fundef, atual Fundeb, referentes a exercícios anteriores, somente poderão ser aplicados na manutenção e desenvolvimento do ensino básico.

“Oziel descumpriu a lei que regulamenta as licitações. Segundo o artigo 89 da lei 8.666, dispensar ou não exigir licitação fora das hipóteses previstas em lei ou deixar de observar as formalidades pertinentes a dispensa, tem pena prevista de 3 a 5 anos, além de multa”, observou Kenni Henke.

“Quantos prédios locados para escolas nós temos em Luís Eduardo que repassam para a Prefeitura em sistemas fraudulentos?”, questionou.

Entramos em contato com a assessoria de Comunicação da Prefeitura, mas até o fechamento dessa matéria a gestão não se pronunciou sobre a denúncia.

Fonte:Reportagem: Raquel Santana/ Blog Douglas Batista

POR QUE O PRÓXIMO ECLIPSE SOLAR É TÃO IMPORTANTE? A NASA EXPLICA

eclipsesolar-62Muitos cientistas estão esperando com impaciência o eclipse para observar os efeitos da perda súbita de radiação solar ultravioleta. Durante o eclipse esta capa passará das condições diurnas às noturnas e vice-versa, revela o especialista da Universidade de Colorado, o astronauta Bob Marshall. Os cientistas da NASA consideram que esse eclipse de duração recorde é “um experimento realizado e oferecido amavelmente pela natureza”. Segundo antes foi informado, em 21 de agosto de 2017, a agência espacial norte-americana irá lançar dois bombardeiros WB-57F para perseguirem a sombra da Lua durante o eclipse solar. Esta, por sua vez, atinge a velocidade de 4.000 quilômetros por hora. Espera-se que os bombardeiros modificados WB-57F permitam aos cientistas observar o eclipse durante mais um minuto e dez segundos.

Fonte: br.sputniknews

Ipês-amarelos florescem e atraem a atenção de moradores e turistas de Barreiras, no oeste da BA

Três ipês-amarelos que floresceram na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia, nesta semana, estão atraindo a atenção de moradores e turistas. As árvores ficam no cais do município, às margens do Rio Grande, ponto turístico da região.

Apesar de ainda estar na metade do inverno, especialistas afirmam que é comum aparecerem características de primavera nessa época, como o nascimento das flores nos ipês. O ipê-amarelo pode medir de 6 a 30 metros e precisa de muita luz pra crescer e florescer.

Barreiras é conhecida pelo clima seco e tem uma variação de temperatura alta durante o inverno.

Ipês floresceram e atraem a atenção de moradores da cidade, na Bahia (Foto: Reprodução/TV Bahia)

Ipês floresceram e atraem a atenção de moradores da cidade, na Bahia (Foto: Reprodução/TV Bahia)

G1 Bahia

LEM: Jovem Sofre infarto durante partida de futebol com colegas, não resiste e Morre.

vitima de Infarto1

vitima de Infarto2

vitima de InfartoNa noite desta terça feira 15-08, por volta das 19:h 50 um jovem indentificado pelo nome de Juliano Uez, de 26 anos, morreu enquanto jogava bola com colegas na arena bar e bola na rua Porto Seguro no bairro Santa Cruz na cidade de Luis Eduarado Magalhães/Ba.
Uma Unidade de suporte Basico do SAMU foi ao local e precisou acionar a unidade de Suporte avançado as duas equipes lutaram por alguns minutos para salvar a vida do Juliano que não resistiu e veio a óbito.

Fonte:texto/Blog Sigi Vilares/fotos rede Social

BARREIRAS: EM MEIO AO TUMULTO CÂMARA APROVA REFORMA DO ESTATUTO DO SERVIDOR

CâmaraEm meio a protestos, apitaços, choros e desmaios, a Câmara Municipal de Barreiras aprovou nesta terça-feira, 15 os projetos 09 e 10 de 2017 que tratam da reforma do Estatuto do Servidor. Conforme o Mural do Oeste havia adiantado no início da tarde, o governo venceu com ampla maioria. 13 vereadores votaram pelas aprovação dos projetos e apenas cinco votaram contra.
PROTESTOSCamara sess
camara sessa
Desde as 11 horas da manhã servidores ocuparam a Câmara na tentativa de impedir a votação do projeto. Uma parte conseguiu entrar no Plenário da Casa mas, uma multidão ficou de fora. Os manifestantes utilizam cartazes e bradavam palavras de ordem. A Policia Militar e a Guarda Municipal fizeram um cordão de isolamento em volta do prédio da Câmara. Mesmo assim a multidão tentou entrar. Os manifestantes contam que foram repelidos inclusive com a utilização de spray de pimenta. Eles prometeram recorrer a Justiça para tentar anular a sessão.
A reportagem do Mural do Oeste deixou a Câmara por volta das 22:30 e os vereadores que votaram a favor dos projetos permaneciam no gabinete do presidente sem conseguir sair do prédio em função da revolta popular. Manifestantes quebraram o vidro de uma das salas e ficaram por um bom tempo do lado de fora protestando contra a aprovação dos projetos.
Fonte:Mural do Oeste

Barreiras: Motociclista é atingido por veículo e morre na BR 242.

acb

acb1

acb3Aconteceu na tarde desta terça feira 15-08 por volta das 16:00h Um grave acidente envolvendo um veículo, VW/Gol e uma motocicleta que puxava uma ‘carretinha’ carregada de água mineral, na BR-242 em frente a Mercedes, saída para Salvador.

De acordo com informações de testemunhas, o condutor do veículo Gol, estaria fazendo uma ultrapassagem proibida em faixa contínua sentido Salvador, quando colidiu de frente com o motociclista, de nome Renilson Pacheco Eufrásio de 30 anos que seguia sentido oposto.

O SAMU ( Sistema de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado mas não conseguiu fazer nada a não ser constatar o óbito.

o corpo foi encaminhado para o IML de Barreiras, Uma equipe da Polícia Rodoviária Estadual e também da Polícia Rodoviária Federal estiveram no local para registro da ocorrência e controle do tráfego. O condutor do VW/Gol não foi encontrado no local.

Fonte:texto Alô Alô Salomão/Joelton Brito /fotos Whatsapp

NENHUM DOS 417 MUNICÍPIOS BAIANOS TEVE AS CONTAS APROVADAS SEM RESSALVAS PELO TCM

Cerimônia de Posse da nova Diretoria do TCM Na foto: Foto: Mateus Pereira/AGECOM

Nenhum prefeito dos 417 municípios da Bahia teve as contas de 2015 aprovadas sem ressalvas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), aponta o último Balanço das Contas Relatadas do órgão. O presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro (PSD), relatou que em 2016 cerca de 50% prefeituras baianas já tiveram suas contas rejeitadas pelo TCM. De acordo com ele, a rejeição tamanha acontece por conta de uma “falta de preparo da equipe que presta consultoria para as prefeituras”. Segundo a assessoria do TCM, o Balanço feito pelo órgão aponta que entre as contas das gestões de 2015, 236 foram aprovadas com ressalvas (56,5% do total), 163 rejeitadas (39%) e 8 obtiveram outras decisões (2%). Quando se trata das irregularidades que ensejaram as rejeições, o descumprimento do limite de despesa com pessoal aparece como motivo principal: 40,7% tiveram problemas com essa irregularidade. Com 19,4% dos motivos para rejeição, o descumprimento de determinações do TCM está em segundo lugar. Logo atrás constam irregularidades na execução orçamentária (11,6%) e também o descumprimento do índice constitucional de educação (10%). As Câmaras Municipais possuem números um pouco mais otimistas: das 417 analisadas, 20 tiveram as contas aprovadas sem ressalvas (4,7%); 374 foram aprovadas com ressalvas (89,6%); e 18 tiveram suas contas rejeitadas (4,3%). Duas casas legislativas obtiveram outras decisões sobre suas contas. Os principais problemas com as contas das Câmaras foram irregularidades na execução orçamentária (28,1%), seguido de descumprimento da Lei de Licitações (21,9%) e de determinações impostas pelo TCM (21,9%). O balanço das contas de 2016 será julgado a partir de setembro. De acordo com Eures, 90% dos prefeitos da Bahia são novos e muitos já iniciaram a gestão com os municípios em estado de inadimplência. “O município não pode ser penalizado por gestores irresponsáveis. E isso não é só com o estado não. Para se ter uma ideia, o próprio presidente do Tribunal de Contas me passou a lista de 38 municípios baianos que o gestor passado não prestou nem conta com o TCM. Isso é preocupante. Mostra a falta de responsabilidade de quem fez isso, porque na gestão pública quem governa tem que ter a consciência de que ele é prefeito, mas depois dele virão vários outros “, alertou o presidente da UPB.

Bahia Notícias

COMISSÃO CONCLUI VOTAÇÃO E APROVA ‘DISTRITÃO’ E FUNDO ELEITORAL

GVAA comissão especial da Câmara que analisa mudanças constitucionais no sistema eleitoral brasileiro (PEC 77/03) encerrou os trabalhos. Agora, o substitutivo do relator, deputado Vicente Cândido (PT-SP), será analisado pelo Plenário – possivelmente na próxima semana, segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

 

O texto altera a Constituição, estabelecendo fundo de financiamento público de campanhas eleitoral e o chamado sistema distrital misto para eleição de deputados e vereadores a partir de 2022.

Nesse sistema, o eleitor vota duas vezes. Metade das vagas será ocupada por eleitos por meio de listas fechadas, elaboradas previamente pelos partidos, e a outra metade é definida pelo voto majoritário em distritos menores que os atuais estados.

Além disso, o texto fixa o voto majoritário para deputados federais, estaduais e distritais, em 2018, e vereadores, em 2020 – sistema conhecido como “distritão”, pelo qual é eleito o candidato que recebe mais votos.

Destaques 

Nesta tarde, a comissão especial terminou de votar propostas de alteração ao texto (destaques) e decidiu manter no substitutivo a possibilidade de, se adotado o sistema distrital misto, um candidato disputar mais de um cargo no mesmo pleito – um cargo majoritário e outro proporcional, por meio das listas preeordenadas.

A comissão também confirmou a supressão do substitutivo ao artigo que estabelece que o suplente de senador seja o deputado federal mais votado de cada partido. Fica mantido, portanto, o sistema atual, em que os dois suplentes não disputam diretamente as eleições: apenas integram a chapa encabeçada pelo candidato a senador.

Consulta à população

O deputado Ivan Valente (PSol-RJ) sugeriu que a Câmara aprove referendo para consulta à população de todos os pontos da reforma política.

Já o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) defendeu a realização de um plebiscito, em 2020, sobre o sistema de governo (presidencialismo ou parlamentarismo); o sistema eleitoral (como o “distritão” ou o sistema distrital misto) e a forma de financiamento das campanhas (público e/ou privado).

Críticas ao texto

O líder do PT, Carlos Zarattini (PT), por sua vez, defendeu o financiamento público de campanha, argumentando que o financiamento empresarial é uma das causas da corrupção nas eleições. Porém, criticou o sistema “distritão” para a eleição de deputados e vereadores e defendeu o sistema de lista preordenadas, elaboradas pelos partidos.

“O distritão empobrece a democracia, piora a representação e prejudica a renovação”, afirmou Zarattini, informando que o PT votará contrariamente a esse sistema em Plenário.

Já o deputado Alessandro Molon (RJ) anunciou que a Rede votará contrariamente à criação do fundo de financiamento público das campanhas. Para ele, o fundo vai contra “o que quer a sociedade brasileira”.

Pelo texto aprovado na comissão especial, o chamado Fundo Especial para Financiamento da Democracia contará com 0,5% da Receita Corrente Líquida da União nos 12 meses encerrados em junho último – o equivalente a cerca de R$ 3,6 bilhões.

Mais mudanças

Agora terá início, também no plenário 4, a reunião de outra comissão especial sobre reforma política, para analisar mais um conjunto de mudanças infraconstitucionais na legislação eleitoral. Alguns deputados já pediram que a discussão dessas mudanças fique para depois da votação da PEC 77/03 no Plenário. Com informações da Agência Câmara.

Via: Notícias ao Minuto