Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella é preso

IMAGEM_NOTICIA_5

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), foi preso na manhã desta terça-feira (22), quando faltam apenas nove dias para o fim de seu mandato. Ele foi alvo de uma ação da Polícia Civil e do Ministério Público do estado em um desdobramento da Operação Hades, que investiga a existência de um suposto “QG da Propina” na prefeitura.

Segundo o G1 RJ, as investigações iniciadas ainda em 2018 apontam que as empresas interessadas em fechar contratos com a prefeitura ou que tinham dinheiro a receber da gestão entregavam cheques ao empresário Rafael Alves, que, por sua vez, facilitaria a assinatura dos contratos e o pagamento das dívidas, mediante propina.

Rafael nem sequer tinha cargo na administração pública, mas dava expediente na Cidade das Artes, em uma sala ao lado do irmão Marcelo Alves, ex-presidente da Riotur. Essas informações chegaram aos investigadores a partir da colaboração premiada do doleiro Sérgio Mizrahy, que revelou o esquema e apontou Rafael como chefe da organização criminosa.

Com o avanço das apurações, o empresário também foi preso hoje, assim como o delegado Fernando Moraes. O G1 aponta ainda que um quarto alvo da operação é o ex-senador Eduardo Lopes, mas ele não foi encontrado em casa para que os agentes cumprissem o mandado.

Fonte: Odestaque/ Bahia Notícias

Boletim Informativo Coronavírus (COVID-19) nº 313, de 21 de dezembro de 2020

43D9E84D-74EA-4487-A9B2-27EE717DA934

A Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Saúde, informa a situação epidemiológica do município. Hoje foram identificados 25 (vinte e cinco) novos casos com características que indicam suspeição de Coronavírus (COVID-19), preenchendo os critérios indicativos para coleta. Trata-se de 10 (dez) pessoas do sexo feminino com idades entre 20 e 70 anos, e 15 (quinze) pessoas do sexo masculino com idades entre 06 e 42 anos.

Informa ainda, que no dia de hoje foram concluídos 101 (cento e um) resultados, sendo que 46 (quarenta e seis) testaram negativo e 55 (cinquenta e cinco) testaram positivo. Os 46 (quarenta e seis) casos que testaram negativo, trata-se de 20 (vinte) pessoas do sexo feminino com idades entre 21 e 57 anos. E 26 (vinte e seis) pessoas do sexo masculino com idades de 12 e 45 anos.

Já os 55 (cinquenta e cinco) casos que testaram positivo, tratam-se de 32 (trinta e duas) pessoas do sexo feminino, com idades entre 10 e 84 anos. Destas, 08 (oito) são sintomáticas, 04 (quatro) tiveram contato com caso confirmado, sendo 01 (uma) profissional de saúde e 20 (vinte) preencheram requisitos para coleta. E 23 (vinte e três) pessoas do sexo masculino, com idades entre 16 e 83 anos. Destes, 07 (sete) são sintomáticos, 01 (um) teve contato com caso confirmado e 15 (quinze) preencheram requisitos para coleta, sendo 01 (um) profissional de saúde. Dos 55 (cinquenta e cinco) casos positivos, 50 (cinquenta) foram confirmados mediante Teste Rápido, assim como 36 (trinta e seis) dos 46 (quarenta e seis) que testaram negativo, totalizando 86 (oitenta e seis) que não foram diminuídos dos 57 (cinquenta e sete) que aguardavam resultado.

A Secretaria de Saúde registra atualmente 7.880 (sete mil oitocentos e oitenta) casos confirmados por Teste Rápido e RT-PCR. Destes, 6.865 (seis mil oitocentos e sessenta e cinco) estão recuperados, 909 (novecentos e nove) estão em isolamento domiciliar, 02 (dois) estão internados, e o município registra 104 (cento e quatro) óbitos. Já os casos que aguardam resultado somam 67 (sessenta e sete).

Barreiras contabiliza hoje 20.248 (vinte mil duzentos e quarenta e oito) casos notificados, sendo que o primeiro caso notificado no Sistema e-SUS VE foi em 26 de março de 2020. E 11.219 (onze mil duzentos e dezenove) casos descartados, cujos resultados foram negativos. De acordo com orientações recentes do Sistema e-SUS VE, o número total de notificados poderá sofrer variações em função dos descartes de casos com sintomas gripais.

Tão logo os demais resultados dos exames dos casos suspeitos sejam concluídos serão divulgados. A Secretaria de Saúde manterá a publicação de um boletim diário para que a população fique devidamente informada sobre o assunto.

Dircom Barreiras

Nova cepa do coronavírus pode ser mais capaz de infectar crianças

2020-01-29t085044z_208307018_rc2kpe9dcycy_rtrmadp_3_china-health-nepal

Uma nova variante do coronavírus que está se espalhando rapidamente pelo Reino Unido tem mutações que podem significar que as crianças estão tão suscetíveis a serem infectadas com ela quanto os adultos, diferentemente de cepas anteriores, afirmaram cientistas nesta segunda-feira (21). 

Cientistas do Grupo de Aconselhamento sobre Novas Ameaças de Vírus Respiratórios (Nervtag, na sigla em inglês), que estão rastreando a variação, disseram que a nova cepa se tornou rapidamente dominante no sul do Reino Unido, e que poderia em breve fazer o mesmo no resto do país.

“Agora temos um grau alto de confiança no fato de que essa variedade tem uma vantagem de transmissão em relação a outras variedades que estão atualmente no Reino Unido”, disse Peter Horby, professor de doenças infecciosas emergentes na Universidade de Oxford e diretor do grupo.

Neil Ferguson, professor e epidemiologista de doenças infecciosas do Imperial College de Londres e também membro do grupo de aconselhamento, afirmou que “há uma indicação de que há uma maior propensão para a infecção de crianças”.

“Ainda não estabelecemos qualquer tipo de causalidade sobre isso, mas podemos enxergar isso nos dados”, disse Ferguson. “Vamos precisar reunir mais dados para ver como essa nova cepa se comporta daqui em diante”.

O surgimento da nova variante mutada de Sars-CoV-2, que segundo os cientistas é até 70% mais transmissível do que cepas anteriores detectadas no Reino Unido, levou alguns países a fecharem suas fronteiras com o Reino Unido e colocou grandes áreas do território britânico sob restrições severas durante o período natalino.

Fonte: Odestaque/ Agência Brasil

Delegacia de polícia de São Desidério pelo 3º ano consecutivo, posiciona-se entre as 40 (quarenta) delegacias de polícia da Bahia, que mais instauraram e remeteram procedimentos policiais à justiça.

17120policia-civil-bahia

Titular da DEPOL de São Desidério, o delegado Carlos Cruz Ferro, divulgou, no dia de hoje, 21/12/2020, a PRODUTIVIDADE relativa ao envio de procedimentos policiais, no período de 01 de janeiro a 21 de dezembro de 2020, dando conta que foram instaurados: 210 INQUÉRITOS POLICIAIS e REMETIDOS À JUSTIÇA: 360 INQUÉRITOS POLICIAIS, uma média de quase 32,7 inquéritos remetidos, por mês, ou seja, mais de um inquérito policial foi encaminhado à justiça por dia, lembrando que a delegacia não funciona em regime de plantão (funcionamento segunda a sexta), de igual modo, foram instaurados: 110 TERMOS CIRCUNSTANCIADOS DE OCORRÊNCIA (crimes de pequeno potencial ofensivo –Lei 9.099/90), e remetidos igual montante, tudo em conformidade aos dados constantes no SISTEMA DE GERENCIAMENTO ESTATÍSTICO – SGE, da Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia, que aponta que durante o período mencionado, foram registrados: 453 BOLETINS DE OCORRÊNCIAS DELITUOSAS, 106 OCORRÊNCIAS NÃO DELITUOSAS, e 120 PERDA E EXTRAVIO DE DOCUMENTOS.

E apesar de São Desidério ser segundo maior município de São Desidério, com área territorial de 15.157 km², profícuos foram os trabalhos desenvolvidos, por 01 (um) único delegado, por 02 (dois) investigadores da policia civil, e 01 (um) escrivão de polícia civil, sendo evidenciada dedicação ímpar ao serviço público, traduzido pelo divorciamento dos interesses individuais dos agentes públicos, em prol da missão principal, desbancando assim, diversas delegacias baianas, e refletindo diretamente na redução da criminalidade a partir das elucidações dos crimes.

Ao final, frisou o delegado Carlos Ferro, que espera que 2020, seja mais promissor, já que o quadro de servidores lotados na DEPOL, ao longo dos anos, foi drasticamente reduzido, esperando agora, que possam ser lotados os novos aprovados no último concurso público, por ser estratégico o envio, até porque o município, destaca-se no cenário nacional, como o maior PIB agrícola do país, sendo um dos maiores produtores de algodão do Brasil, e o líder do norte/nordeste em produção grãos, que tem atraído o ingresso no Estado da Bahia, de capital nacional e internacional.

Luís Eduardo Magalhães: 85ª CIPM prende mulher na prática criminosa de tráfico de drogas

f90ad7b8-c245-4f70-8630-cbd23be09f77

Por volta das 16h, na tarde de domingo (20), a 85ª CIPM, durante rondas uma guarnição da  ROCAM prende mulher com 427 gramas de substância análoga à cocaína e 10 gramas de substância análoga à maconha, na rua Ottomar Schwengber em Luís Eduardo Magalhães.

Todo material foi apreendido na delegacia de polícia local.

Fonte: Odestaque/ Blog Bahia

Desembargadora Lígia Ramos é presa em Salvador e será levada para Papuda, em Brasília

dfgyfusfyew6565656

A desembargadora Lígia Ramos, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), foi presa preventivamente pela Polícia Federal (PF) na manhã deste domingo (20).

Alvo de mandado de prisão temporária nas 6ª e 7ª fases da Operação Faroeste, deflagradas na última segunda-feira (14), ela estava em prisão domiciliar porque se recuperava de uma cirurgia na vesícula. A decisão que convertia a prisão dela em domiciliar, no entanto, valia até sexta (18). Inicialmente, a desembargadora ficará em preventiva por 90 dias, que podem ser prorrogados conforme avaliação do ministro relator da operação no Superior Tribunal de Justiça (STJ), Og Fernandes. Também alvo das novas fases da Faroeste, a desembargadora Ilona Reis está em prisão temporária.

O Bahia Notícias apurou que a magistrada está passando por exames em Salvador e, logo em seguida, será levada para a penitenciária da Papuda, em Brasília, onde ficará presa.

DESTRUIÇÃO DE PROVAS
Lígia teve a prisão decretada porque teria agido para destruir provas de seu envolvimento no esquema de venda de sentenças no TJ-BA, investigado pela Operação Faroeste (entenda mais aqui).

“Como se percebe, a desembargadora Lígia Maria Ramos Cunha Lima passou a adotar, já no corrente ano, comportamentos ostensivos de destruição de evidências que possam incriminá-la, chegando até mesmo a intimidar seus próprios servidores”, diz trecho do relatório do parquet federal, contido na decisão de Fernandes.

Ainda de acordo com a investigação, ela “tem adotado a prática sistemática de apagas os rastros deixados pelas aparentes atividades ilícitas empreendidas , alterando artificiosamente o cenário fático numa tentativa de ludibriar as autoridades da investigação”.

A sentença traz um conteúdo divulgado à Justiça por uma servidora do TJ-BA que teria colaborado com a investigação – segundo informações dos bastidores, esta pessoa seria Carla Roberta Viana de Almeida, esposa do advogado Júlio César Cavalcanti Ferreira, que estava vinculado à chamada organização criminosa do falso cônsul da Guiné Bissau, Adailton Maturino, junto aos desembargadores e magistrados investigados na primeira fase da operação, deflagrada em novembro de 2019. As informações do MPF também foram embasadas a partir de uma delação premiada acordada com Júlio Cesar.

Neste trecho que teria sido narrado por Carla, como forma de intimidá-la, Lígia teria ido pessoalmente à residência dela, no intuito de pedir que fossem apagadas as listagens de processos “que ela pedia preferência” – isto teria acontecido após ela saber pela imprensa do acordo de colaboração premiada firmado por Júlio César.. Os dados estariam guardados no computador de um assessor, Danilo Arthur de Oliva Nunes. Segundo a colaboração, a desembargadora teria pedido que os registros fossem excluídos da máquina “antes da chegada dos demais servidores”.

De acordo com a colaboração, Lígia teria afirmado que possuía informações privilegiadas de que mais uma etapa da força-tarefa da Faroeste seria deflagrada e, portanto, o gabinete dela poderia ser alvo.

ESQUEMA
O MPF não detectou movimentação financeira atípica nas contas de Lígia Ramos, mas o crescimento patrimonial do filho Rui Barata, desde que a mãe virou desembargadora, indica que ele fazia a gestão financeira da organização criminosa.

Os investigadores pontuam que, no início de 2013, o patrimônio de Rui Barata era avaliado em R$ 718 mil. No final de 2018, já era avaliado em quase R$ 4 milhões, representando um crescimento de 4,56 vezes ao inicial, com recebimento de valores não declarados, ou movimentação em nome de terceiros.

Com tais recursos, a família leva uma vida de luxo (saiba mais aqui). A desembargadora mora em uma casa “palaciana” no Alphaville, em Salvador, avaliada em R$ 2,9 milhões. O filho Rui Barata reside em um apartamento avaliado em quase R$ 1,9 milhão, no Horto Florestal, além de possuir lancha e diversos outros imóveis. Para o MPF, os ganhos são incompatíveis com o salário de desembargadora e com os vencimentos de advogado e ex-juiz eleitoral.

Fonte: Bahia Noticia

Aumenta preocupação com doenças ligadas ao Aedes aegypti no verão

Mosquitos de Aedes aegypti são vistos no laboratório da Oxitec em Campinas

Com a chegada do verão no Brasil e da chuva em diversas regiões, uma preocupação de saúde pública aumenta: o crescimento da circulação do mosquito Aedes aegypti e das doenças associadas a ele (chamadas de arboviroses urbanas), como dengue, zika e chikungunya.

Conforme o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde sobre o tema, lançado em dezembro, entre janeiro e novembro foram registrados 971.136 casos prováveis de dengue no Brasil, com 528 mortes. As maiores incidências se deram nas regiões Centro-Oeste (1.187,4 por 100 mil habitantes), Sul (931,3/100 mil) e Nordeste (258,6/100 mil).

No mesmo período, as autoridades de saúde notificaram 78.808 mil casos de chikungunya, com 25 óbitos e 19 casos em investigação. As maiores incidências ocorreram no Nordeste (99,4 por 100 mil habitantes) e Sudeste (22,7/100 mil). Já os casos de zika, até o início de novembro, totalizaram 7.006, com incidência mais forte no Nordeste (9/100 mil) e Centro-Oeste (3,6/100 mil).

Na avaliação do professor de epidemiologia da Universidade de Brasília Walter Ramalho, este é o momento de discutir o problema do Aedes aegypti e as medidas necessárias para impedir sua proliferação. O maior desafio é diminuir os focos de criação dele.

O Aedes está no Brasil há mais de 100 anos. Em alguns momentos, já chegou a ser erradicado. Mas nos últimos 30 anos o inseto vem permanecendo e, segundo o professor Ramalho, se adaptando muito bem ao cenário de urbanização do país e do uso crescente de materiais de plástico, que facilitam o acúmulo de água propício à reprodução do mosquito.

“Todos esses materiais, que podem durar muito tempo na natureza, podem ser criadouros do mosquito. A gente tem que olhar constantemente o domicílio, não somente na terra como nas calhas. Este é um momento do começo da chuva. Se não fizermos esse trabalho e se a densidade do mosquito for elevada, não temos o que fazer”, alerta o professor.

Ele lembra que não se trata apenas de um cuidado com a própria pessoa e sua casa, mas com o conjunto da localidade, uma vez que domicílios com foco de criação acabam trazendo risco para toda a vizinhança.

O professor da UnB acrescenta que o cuidado no combate aos focos não pode ser uma tarefa somente do Poder Público. Uma vez que qualquer residência, terreno ou imóvel pode concentrar focos, é muito difícil que as equipes responsáveis pela fiscalização deem conta de cobrir todo o território.

Ramalho destaca que as doenças cujos vírus são transmitidos pelo mosquito são graves. A dengue hemorrágica pode trazer consequências sérias para os pacientes.

“A zika causou microcefalia no Nordeste e em algumas cidades de outras regiões. E precisamos nos preocupar com a chikungunya. Ela causa sintomatologia de muitas dores articulares. Muitas pessoas passam dois, três anos sentindo muitas dores. Isso causa desconforto na vida durante todo esse período”, afirma.

Campanha

No mês passado, o governo federal lançou uma campanha contra a proliferação do Aedes com o lema “Combater o mosquito é com você, comigo, com todo mundo”.  O desafio é conscientizar os cidadãos sobre a importância de limpar frequentemente estruturas onde possa haver focos e evitar a água parada todos os dias.

A campanha conta com a difusão de peças publicitárias em meios de comunicação, alertando sobre esses cuidados e sobre os riscos da disseminação do mosquito e as consequências das doenças associadas a ele.
Fonte: Agência Brasil

Rapaz de 20 anos é morto e enterrado no meio do mato em Barreiras

dhg5865f

jnd2d2

hbrdt5ftyNa manhã deste domingo, 20, por volta das 9h, foi encontrado enterrado em um matagal em Barreiras, o corpo de um rapaz identificado por João Pedro dos Santos, de 20 anos. O corpo da antiga lagoa de esgoto da Embasa, no Conjunto Habitacional Rio Grande.

Segundo informações, um morador conhecido da vítima e da família soube do sumiço de João e por volta das 4h da madrugada saiu em sua busca. O morador encontrou mais acima, próximo à residência, um rastro de sangue, provavelmente o rapaz tenha sido baleado, sendo arrastado por cerca de 500 metros mato a dentro, sentido ao Rio Grande.

João Pedro foi encontrado enterrado uma cova rasa, com uma parte da mão do lado de fora.

A Polícia Militar esteve no local  que é de difícil acesso, fazendo a segurança do local, além de familiares e amigos.

O Departamento de Polícia Técnica desenterrou o corpo, fez a perícia e removeu o corpo para o IML.

O delegado plantonista, juntamente com a polícia civil, também esteve no local. A motivação e a autoria do crime serão investigadas.

Fonte: Blog Sigi Vilares

Bahia: Sargento dos bombeiros morre ao tentar salvar filhos que se afogavam

SGT-1

Um sargento do Corpo de Bombeiros morreu afogado ao tentar salvar os filhos, que se afogavam em um rio, na cidade de Prado, no sul da Bahia. De acordo com o 18º Grupamento de Bombeiros Militares, a vítima foi identificada como o 2° SGT Anderson Antônio da Silva, lotado no 1° BBM de Belo Horizonte/MG.

O caso aconteceu neste sábado (19), na Praia das Ostras. O sargento estava em momento de lazer com a família, quando percebeu que seus dois filhos se afogavam no rio. Ele conseguiu salvá-los, mas foi arrastado pela correnteza.

O corpo de Anderson foi encontrado posteriormente na Praia da Paixão por populares e removido para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itamaraju.

O órgão informou que o Major BM Roque, comandante do 18° GBM, e o Capitão BM Milton Borges, coordenador de área prestaram  apoio ao CBMMG e à família do Anderson Antônio da Silva.

Em publicação nas redes sociais, o 18º GBM manifestou condolências à família do sargento e disse que a atitude dele foi heroica.

Fonte: Bahia Noticias

Morre a atriz Nicette Bruno, vítima de covid-19

 

Atriz Nicette Bruno

Com 87 anos, ela estava internada desde 26 de novembro no Rio

Morreu hoje (20) de manhã a atriz Nicette Bruno, aos 87 anos, vítima de covid-19. Ela estava internada na Casa de Saúde São José, em Humaitá, na zona sul do Rio de Janeiro.

“A Casa de Saúde São José informa que a atriz Nicette Bruno, que estava internada no hospital desde 26 de novembro de 2020, faleceu hoje, às 11h40, devido a complicações decorrentes da covid-19. O hospital se solidariza com a família neste momento”, diz o hospital em nota.

Pouco mais de uma horas antes da morte, às 10h13, a filha de Nicette, a também atriz Beth Goulart, postou em seu perfil no facebook uma mensagem em que pedia orações pela mãe.

“Vinte um dias hoje sem minha mãezinha, que saudade de você minha parceira de vida, amiga, irmã, colega, meu amor, minha mestra, minha referência. Estamos junto com você, minha mãe, mandando nossa energia, nossa fé e esperança que logo logo estaremos juntas de novo. Não brinque com sua saúde, proteja quem você ama, tenha mais empatia e amor ao próximo. 18h. Oração para Nicette e para todos os doentes de covid, fortalecimento para os familiares e para as equipes de saúde. Gratidão a todos vocês”.

Ainda não há informações sobre o velório.

Trajetória

Nascida Nicete Xavier Miessa, no dia 7 de janeiro de 1933, em Niterói (RJ), a atriz fez sua estreia profissional em 1945, na peça teatral Romeu e Julieta, baseada na obra literária homônima de William Shakespeare.

Filha única da atriz Eleonor Bruno e de Sinésio Campos Xavier, Nicette Bruno casou no dia 26 de fevereiro de 1954, na Igreja Santa Cecília, em São Paulo, com o ator Paulo Goulart, que conheceu dois anos antes, durante a peça Senhorita Minha Mãe, de Louis Verneuil, e com quem teve três filhos, os também atores Beth Goulart, Bárbara Bruno e Paulo Goulart Filho.

Aos 4 anos de idade, a pequena Nicete Xavier Miessa já declamava e cantava no programa infantil de Alberto Manes, na Rádio Guanabara. Aos 5 anos, começou a estudar piano no Conservatório Nacional e, aos 6 anos, ingressou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Entrou para o grupo de teatro da Associação Cristã de Moços aos 11 anos, passando, depois, pelo Teatro Universitário, de Jerusa Camões, e pelo Teatro do Estudante, dirigido por Pascoal Carlos Magno e Maria Jacintha. Aos 14 anos de idade, já era atriz profissional, contratada pela Companhia Dulcina-Odilon, da atriz Dulcina de Morais. Ficou viúva em 2014, quando o marido morreu de câncer.

Entre os seus trabalhos na televisão destacam-se as novelas Rosa dos Ventos (1973), Éramos Seis (1977), Selva de Pedra (1986), Bebê a Bordo (1988), Rainha da Sucata (1990), Mulheres de Areia (1993), A Próxima Vítima (1995), Alma Gêmea (2005), Sete Pecados (2007), A Vida da Gente (2011), Salve Jorge (2012), Joia Rara (2013), I Love Paraisópolis (2015), Pega Pega (2017), além da série infantil Sítio do Picapau Amarelo (2001/04). Nicette é considerada uma das pioneiraa da televisão brasileira e uma das referências na história da teledramaturgia nacional.

Fonte: Agência Brasil