LEM: Idoso de 61 anos é preso acusado de estuprar enteada de 14 anos

IMAGEM_NOTICIA_5

Um idoso, de 61 anos, foi preso acusado de estuprar a enteada de 14 anos, em Luís Eduardo Magalhães, no extremo oeste baiano. O flagrante foi feito na tarde desta quinta-feira (5), na casa onde o acusado, que é padrasto da vítima, mora com a esposa e a adolescente. Segundo o delegado Leonardo Almeida, que investiga o caso, via G1, a violência sexual já tinha ocorrido mais de uma vez. O último caso ocorreu no domingo (1°).

A mãe da menina, que é esposa do suspeito, identificado como Rui David da Silva, foi quem descobriu os crimes. Rui da Silva, que tinha um mandado de prisão em aberto expedido pelo juiz Flávio Monteiro Ferrari, foi levado para a delegacia de Luís Eduardo Magalhães. A adolescente fez exame de corpo e delito.

Fonte: Bahia Notícias

Embasa gastará R$ 400 mil de dinheiro público em três festas de fim de ano em Irecê e SSA

Embasa-SedeFoto: Reprodução / Cid Vaz / TV Bahia

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) contratou por R$ 404,9 mil três empresas para a realização de festas corporativas de fim de ano da estatal em Salvador e Irecê. As comemorações ocorrem no mesmo ano em que o governador Rui Costa (PT) sinalizou privatizar a empresa por conta da falta de recursos para investimentos em infraestrutura.

As empresas contratadas pela Embasa farão o planejamento, produção e execução de três eventos corporativos: a Convenção de Final de ano 2019 em Salvador, a Convenção de Final de Ano 2019 da Embasa no Interior, em Irecê, e o Evento de Integração, em Salvador. Uma missa natalina será organizada com dinheiro público no evento de integração da capital.

A concessionária de serviços de saneamento básico licitou a contratação da Central de Eventos e Turismo da Bahia Ltda, Radar Gestão de Negócios e Marketing Promocional Ltda e Grade do Sucesso Sonorização, Palco, Iluminação e Produções Artísticas Eireli para os serviços.

Segundo a empresa, os dois primeiros eventos são de trabalho e visam reunir representantes de todas as diretorias da companhia, na capital e no interior, para apresentação do desempenho de indicadores empresariais da Embasa, em 2019, e os planos para os próximos anos. O terceiro evento é de integração dos empregados, como prevê acordo coletivo de trabalho. O público para os três eventos é de cerca de 1.700 pessoas.

“As contratações ocorreram conforme as normas do Regulamento Interno de Licitações e Contratos da empresa, em processo similar ao pregão eletrônico realizado por meio do sistema do Banco do Brasil. As três empresas contratadas ofereceram os menores preços no processo licitatório que teve a participação de 22 empresas”, declarou a Embasa em nota.

Supermercado Redenção

O cliente encontra tudo em um só lugar, produtos alimentícios, produtos de limpeza e um completo açougue com os melhores cortes de carnes bovinas, suínas, frios e congelados.
Frutas e verduras com ótimos preços, venham conferir!
Não deixe de economizar Supermercado Redenção agradece a sua preferência.

zzz

Jaidi-07

Jaidi Supermercado-26

Jaidi-04

Jaidi-06

zzzVenham conferir! Supermercado Redenção, Rua Amazonas Centro de Roda Velha. Fone: 3684-2324

Fonte: Publicidade

Prefeitura de São Desidério investe em decoração natalina e deixa avenidas, ruas e praças com um brilho especial

luzes 1

luzes 2

luzes 3

luzes 4

Aproxima-se o Natal e o Governo Municipal por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (SECULT) investiu na decoração natalina da sede de São Desidério. As principais vias e praças da cidade receberam elementos decorativos e iluminação a caráter.

 

Nas ruas Dr. Valério de Brito, Manoel Rodrigues de Carvalho e na avenida JK do centro até a saída para Barreiras foram instalados enfeites luminosos nos postes. Também na Orla da Barragem, as árvores e postes receberam elementos decorativos. Na Praça Abelardo Alencar foi montada uma árvore de Natal com aproximadamente 10 metros de altura e um chafariz luminoso. Um trenó com Papai Noel ornamenta a praça Emerson Barbosa e a Praça Nossa Senhora Aparecida da Igreja Matriz foi decorada com uma árvore de Natal com 5 metros de altura e o presépio que reproduz a cena do nascimento de Jesus.

“Além de algumas peças que o município já tinha e que estavam em boas condições de uso, novos elementos decorativos foram adquiridos pela Prefeitura Municipal e instalados em árvores, postes e nas principais praças, tudo para deixar nossa cidade mais bonita e iluminada para este Natal”, destacou o secretário da SECULT, Florentino Souza Filho.

Ascom São Desidério

Bolsa de São Paulo fecha acima de 110 mil pontos pela primeira vez

economia_ilustracao-2Depois de quase um mês de turbulências e oscilações, a Bolsa de São Paulo encerrou acima de 110 mil pontos pela primeira vez na história. O índice Ibovespa, da B3, fechou esta quarta-feira (4) aos 110.063 pontos, com alta de 1,02%. A última vez que o indicador tinha fechado em nível recorde tinha sido em 7 de novembro, quando atingiu 109.581 pontos.Desde o leilão do excedente da cessão onerosa da Petrobras, no qual o governo não conseguiu vender dois campos, o Ibovespa passou a acumular quedas. Em 19 de novembro, o índice fechou em 105.864 pontos. Na semana passada, o indicador voltou a subir, com alguns dias de pequenas quedas.

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou o dia vendido a R$ 4,202, com queda de R$ 0,004 (-0,09%). Esse foi o terceiro dia seguido de queda da moeda norte-americana, que acumula baixas depois de fechar em R$ 4,241 na última sexta-feira (29).

Fonte: Agência Brasil

Maior assaltante de banco e carros-forte da Bahia é morto em confronto com a policia no MS

whatsapp-image-2019-12-04-at-08.19.33-2-O assaltante de banco que morreu durante uma ação policial, no Mato Grosso do Sul, nesta quarta-feira (4), era a maior carta do “Baralho do Crime” da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). Segundo informações da SSP, o homem, identificado como José Francisco Lumes, e conhecido como Zé de Lessa, era o “Ás de Ouro” do catálogo que reúne informações dos foragidos mais perigosos do estado, como nome, apelido, área de atuação, além da foto. A divulgação tem o objetivo de contar com a ajuda de denúncias anônimas que possam colaborar na localização dos criminosos.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública baiana, Zé de Lessa era procurado por homicídios e tentativas de homicídios, extorsão mediante sequestro, roubos contra bancos, carros-forte e transportadora de valores, além de tráfico de drogas, armas e munições e associação ao tráfico. A SSP informou que as investigações apontam que Zé de Lessa também praticou crimes como falsidade ideológica e corrupção de menores. Por volta das 16h30, o Baralho do Crime da SSP-BA já tinha sido atualizado e a carta “Ás de Ouro”, que identificava Zé da Lessa, estava vazia. Ainda não há informações de quem vai ocupar a posição da maior carta do catálogo.
Caso
Segundo a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, a ação que acabou com a morte de Zé de Lessa aconteceu na manhã desta quarta, em uma fazenda, e teve o objetivo de investigar o grupo que tentou roubar um carro-forte, na segunda-feira (2), na MS-156, entre as cidades de Caarapó e Amambai, perto da fronteira com o Paraguai. Durante a chegada dos policiais, de acordo com a polícia, houve um confronto e quatro homens morreram, entre eles Zé de Lessa. Segundo a polícia, um homem foi preso e outros fugiram por uma mata.
whatsapp-image-2019-12-04-at-08.51.17
Conforme a Polícia Civil, o homem preso era o dono da chácara onde os suspeitos estavam escondidos. A operação no Mato Grosso do Sul foi feita em conjunto pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Delegacia Especializada em Repressão à Roubos a Bandos, Assaltos e Sequestros (Garras), Departamento de Operações da Fronteira (DOF), Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e o Batalhão de Amambai.
Fonte: G1

Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) apresenta resultados de ações em Audiência Pública, nesta sexta-feira (06), em Barreiras

FPI_23Empreendimentos serão multados em quase R$ 1 milhão e meio de reais, por crimes como desmatamento e descarte irregular de embalagens de agrotóxicos

Já em sua reta final, a 45ª etapa da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) apresenta, nesta sexta-feira (06), os resultados da operação, durante Audiência Pública, às 8h, na Câmara Municipal de Barreiras. O município e mais 12 – Angical, Baianópolis, Catolândia, Cotegipe, Cristópolis, Formosa do Rio Preto, Luís Eduardo Magalhães, Mansidão, Riachão das Neves, Santa Rita de Cássia, São Desidério e Wanderley – foram visitados por cerca de 150 integrantes do programa , advindos de 30 órgãos federais e estaduais.
O objetivo da força-tarefa é combater as atividades de degradação do São Francisco e seus afluentes, e minimizar os impactos para a população que depende do rio.  Na região Oeste, o afluente do Velho Chico é o Rio Grande. Em todo o seu entorno foram avaliadas questões no tocante a saneamento básico, desmatamento, abate clandestino, casa de comércio de agrotóxicos, propriedades rurais, extração mineral, indústria cerâmica, transporte de produtos florestais, áreas de preservação e reserva legal, complexo eólico, fauna, patrimônios cultural e espeleológico (grutas e cavernas), segurança do trabalho e comunidades tradicionais (indígenas, quilombolas e de fecho e fundo de pasto).

Durante as ações, foram detectados diversos crimes e irregularidades. Os fiscais identificaram cerca de 1.500 hectares (cada hectare corresponde a 10 mil metros quadrados) de desmatamento. A área é o equivalente a quase 1.500 campos de futebol. Entre as inconformidades estão desmatamento sem autorização e falta de documentação necessária da propriedade. Os empreendimentos foram multados em R$ 1 milhão e 300 mil reais.
FPI_07
Vinte e três estabelecimentos de venda, armazenamento, logística e distribuição de agrotóxicos foram vistoriados. Alguns deles receberam notificações e multas da ordem de um total de R$ 70 mil, por estarem com produtos vencidos e/ou mal acondicionados. Quase 5 mil quilos de veneno foram interditados.
FPI_04
Prisão em flagrante
Os integrantes da FPI resgataram cerca de 300 animais silvestres – entre aves, tatus e jabutis.  Um total de 104 foram soltos na natureza, por estarem em condições propícias de reinserção ao meio ambiente. Vale ressaltar que criar animal silvestre em cativeiro sem permissão do Ibama é crime passível de multa e até de prisão.
Ainda durante a realização da 45ª FPI, três pessoas foram presas em flagrante pelo crime de receptação de veículos roubados. Os carros foram recuperados.

Carreta com gado de origem desconhecida foi apreendida
Caminhao apreendido com gado foto - Ascom_FPIDurante as operações, os integrantes da FPI apreenderam, ainda, uma carreta com 60 animais sem documentação sanitária, na BR-242, próximo ao município de Luís Eduardo Magalhães. Entre os órgãos que participaram da ação, estavam a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O veículo conduzia 60 fêmeas bovinas sem origem conhecida. O condutor não portava a GTA (Guia de Trânisto Animal).
Segundo a Adab, o oeste do estado tem se configurado como uma das mais visadas para a circulação de animais em situação clandestina.
A preocupação do órgão público é que sem a documentação fica impossível assegurar que os animais estejam imunizados, o que permite que os rebanhos fiquem expostos a fatores de risco e introdução de doenças de impacto na saúde pública e na economia. A coordenadora da FPI, a promotora Luciana Khoury, reforça a preocupação: “O que tem acontecido na região é que estão chegando muitos animais de outros estados sem os devidos cuidados de inspeção e estão sendo trazidos pra cá”.

Programa continuado e desdobramentos 


Criada na Bahia em 2002, a Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) é um programa continuado, com desdobramentos que são acompanhados por agentes locais e pela própria equipe, mesmo após sua finalização. “São cerca de 150 profissionais atuando em cada etapa. Nossa missão é permanecer diagnosticando os danos ambientais, adotando medidas preventivas e de responsabilização dos agentes causadores das degradações”, avisa a promotora de Justiça e Meio Ambiente, Luciana Khoury, coordenadora da FPI.
Para o promotor regional de Meio Ambiente, Eduardo Bittencourt, a realização da FPI é fundamental para os municípios do Oeste: “A operação contribui com as inúmeras demandas referentes à fiscalização que estão paradas. A relevância do diagnóstico que é traçado subsidia as ações das promotorias, abre o olhar para várias questões e ajuda na tomada das decisões e na implementação de políticas públicas para a região”, garante.

Sobre a FPI 


O programa é coordenado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), através do Núcleo de Defesa da Bacia do São Francisco (NUSF), pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) e pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec-BA), em conjunto com outros órgãos parceiros.
Além do MP-BA, do CBHSF e da Defesa Civial, os órgãos parceiros desta edição da força-tarefa são: Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA-BA), Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), Polícia Civil da Bahia, Polícia Militar da Bahia, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal, Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB-BA), Diretoria de Vigilância Sanitária e Saúde Ambiental (Divisa), Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab-BA), Secretaria da Fazenda da Bahia (Sefaz-BA), Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri-BA), Secretaria de Promoção da Igualdade (Sepromi-BA), Superintendência Regional do Trabalho (SRTE-BA), Superintendência do Patrimônio da União na Bahia (SPU-BA), Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia (CRMV-BA), Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ministério da Saúde, Ordem dos Advogados da Bahia (OAB-BA),  Fundação José Silveira, Agência Peixe Vivo, Agendha e Animallia. Também dão suporte às ações as secretarias de Meio Ambiente dos municípios de Barreiras, Formosa do Rio Preto e Luís Eduardo Magalhães.
Fotos: Ascom/ FPI

COELBA RECUPERA 260 MILHÕES DE KILOWATTS DE ENERGIA DESVIADOS POR “GATOS” EM TODO ESTADO

Logo Coelba NovoVolume é suficiente para abastecer os municípios de Feira de Santana e Camaçari, juntos, durante um ano (2,2 milhões de residências).

Somente este ano, 35 pessoas foram pressas na Bahia por furto de energia.

A Coelba atingiu, no mês de novembro, a marca de 260 milhões de kilowatts de energia recuperada em 2019, por meio das operações de combate ao furto. Esse número representa um crescimento de 16% em relação ao mesmo período do ano passado.

De janeiro a novembro, a “Operação Varredura”, da Coelba, realizou 190 mil inspeções em estabelecimentos comerciais e residenciais e identificou e desativou 64 mil ligações clandestinas de energia elétrica. Em todo estado, 35 pessoas foram presas em flagrante por furto de energia.

O volume de energia desviado, neste período, por ligações clandestinas (o popular “gato”) é suficiente para abastecer os municípios de Feira de Santana e Camaçari, juntos, durante um ano (2,2 milhões de residências).

Fazendo um comparativo com a cidade de Salvador, os 260 milhões de kilowatts de energia recuperados pela Coelba são suficientes para  abastecer a capital baiana durante 25 dias.

O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, cuja pena pode alcançar até oito anos de reclusão. Além de representar riscos de acidentes graves à população, a energia furtada também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode provocar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.

Como denunciar

A empresa possui canais de denúncia para casos de fraudes e furtos, por meio dos quais é possível passar as informações anonimamente, como o telefone 116 ou o site www.coelba.com.br

Segurança

As operações de fiscalização também são realizadas com o apoio da Secretária de Segurança Pública, em todo o estado, e tem como objetivo conscientizar a população sobre os riscos e impactos das irregularidades.

A Coelba reforça que quem faz ligação clandestina corre o risco de sofrer acidentes graves, pois envolve a manipulação de circuitos energizados. Os técnicos da Coelba recebem horas de treinamentos específicos para atuar na rede elétrica.

Passageiros de ônibus são presos pela PRF transportando 52 quilos de maconha em Vitória da Conquista

WhatsApp-Image-2019-12-03-at-20.03.10

Um dos presos confessou que receberia 200 reais por cada quilo transportado da droga. O entorpecente foi encontrado no bagageiro externo do veículo após fiscalização de combate ao narcotráfico realizada pela PRF.

Cerca de 52 quilos de maconha foi apreendida, na tarde de terça-feira (03), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante uma fiscalização na BR 116, em Vitória da Conquista (BA). A droga foi encontrada nas bagagens de dois passageiros que estavam em um ônibus de turismo.

Os agentes realizavam fiscalização de combate a criminalidade no km 836 da BR 116 quando abordaram um ônibus. Durante a abordagem e procedimentos padrões de checagem do compartimento de bagagens, foi encontrado 52 kg de maconha prensada, embaladas em 61 (sessenta e um) pacotes. O entorpecente estava no interior de duas malas.

Ao subir no veículo e conversar com os ocupantes, foi realizada a checagem dos tíquetes de bagagens sendo encontrado comprovante com numeral correspondente em poder de dois homens, sentados um ao lado do outro. (mais…)