Encontro de Colégio de Corregedores promove troca de experiências entre órgãos eleitorais

unnamedEvento foi aberto oficialmente na noite desta quinta-feira (7/6), em cerimônia realizada no Fórum Ruy Barbosa

Corregedores eleitorais de todo o país, se encontraram, na noite desta quinta-feira (7/6), no Fórum Ruy Barbosa, para a abertura oficial do XLIII Encontro do Colégio de Corregedores Eleitorais. O evento acontece em Salvador até esta sexta-feira (8/6) e tem o objetivo de debater assuntos comuns aos órgãos eleitorais, a exemplo da organização das Eleições 2018.

Além dos corregedores eleitorais de outros estados do país, a cerimônia contou com a presença do presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano; do vice-presidente do TRE baiano e corregedor eleitoral, desembargador Jatahy Júnior; do governador do Estado da Bahia, Rui Costa; do prefeito em exercício de Salvador, Bruno Reis; do presidente da ALBA, Angelo Coronel, além dos demais membros da Corte Eleitoral baiana, e outros representes das esferas do Executivo, Legislativo e Judiciário.

Ao som da Orquestra Ibarra, formada pelo Quarteto de Cordas, a cerimônia oficial teve início com a entrada dos corregedores eleitorais dos estados brasileiros, todos representados por suas respectivas bandeiras, que foram conduzidas por cadetes da Polícia Militar. A interpretação do Hino Nacional Brasileiro ficou por conta da cantora Will Carvalho.

O presidente da Corte Eleitoral baiana, desembargador Rotondano, abriu a cerimônia dando boas vindas aos corregedores: “Como presidente do TRE da Bahia, é uma honra dar as boas vindas, junto com o desembargador Jatahy Júnior, a todos aqui presentes, especialmente aos ilustres corregedores eleitorais, a quem a nossa Corte e o Tribunal mais antigo das Américas, o Tribunal de Justiça da Bahia, acolhe com grande alegria”, disse.

Eleições 2018

O presidente do Colégio de Corregedores Eleitorais, desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos Júnior, comentou sobre o papel das CRE’s no processo eleitoral. “A Corregedoria Eleitoral tem que buscar atuar no processo político Eleitoral sem se tornar o principal protagonista. Nós temos que organizar, fiscalizar, mas sem tomarmos os lugares dos verdadeiros protagonistas, que são os eleitores, políticos e partidos. Tenho certeza que ações como essas, de nos reunirmos, trazendo as preocupações, contribui muito para que possamos viabilizar parâmetros de atuação no processo politico eleitoral. Espero que tenhamos sucesso nessa nossa caminhada”, afirmou.

Já o corregedor eleitoral da Bahia, desembargador Jatahy Júnior, agradeceu a escolha do estado como sede do evento e destacou a importância da realização de encontros desse tipo. “Vivemos em um país com dimensões continentais, porém com única legislação para atender realidades tão diferentes. Então, é necessária a troca de ideias, experiências, para conhecermos a realidade do outro e, desse modo, fazer com que a Justiça Eleitoral cumpra bem o seu papel em todo o país. Agradeço a escolha da Bahia, que recebe com enorme prestígio a missão de sediar um encontro de tamanha importância, uma vez que os debates aqui realizados contribuirão para a realização de eleições ainda mais limpas, democráticas e seguras”, considerou. O evento foi encerrado ao som do Hino da Bahia.