Em posse, Eures diz que Coelba ‘explora’ prefeituras: ‘Tem setor para fazer sangria’

IMAGEM_NOTICIA_5-2-16O prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro (PSD), aproveitou a cerimônia de posse como presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) para fazer duras críticas à Coelba. Segundo o gestor, a empresa cobra uma taxa de iluminação pública que não é repassada para as prefeituras. “Esses mecanismos eram usados pela Coelba quando ela era estatal. Tinha um setor da Coelba para fazer sangria com as prefeituras. A Coelba foi terceirizada e este mesmo setor continua explorando”, acusou. “Só no meu município são cerca de R$ 90 mil sendo sangrados todo mês. Imagine que isso é dinheiro de uma obra grande. Nós temos que discutir essa questão. Nós prefeitos aprovamos a taxa de iluminação pública nos nossos municípios e imagine que esse é um imposto que não entra nos cofres das prefeituras. A UPB tem que entrar nessa briga”, completou. Eures foi eleito para a presidência da UPB no dia 25 de janeiro, durante disputa com o prefeito de Euclides da Cunha, Luciano Pinheiro (PDT). Geralmente a posse ocorre no mesmo dia da eleição. Porém, neste ano, a ex-presidente da instituição, Maria Quitéria, sugeriu que ele tivesse mais tempo para preparar seu discurso, evitando também o cansaço da eleição. Nesta quinta, ele assume oficialmente o órgão com bandeiras como a derrubada do veto do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e o problema com a Coelba. “Essa prática [da taxa de iluminação] tem sido repetida anos e anos, de forma irregular, e nós gestores estamos sendo passivos. Por isso, vou levantar esta bandeira para a UPB e dialogar com o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM)”, prometeu.