Baianos votam contra urgência de pacote anticorrupção no Senado

imagem_noticia_5-2

Os três senadores baianos, Lídice da Mata (PSB), Otto Alencar (PSD) e Roberto Muniz (PP), votaram contra o requerimento de urgência para votar o pacote anticorrupção aprovado na madrugada desta quarta-feira (30) na Câmara dos Deputados. Uma articulação liderada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), tentou colocar o projeto para ser votado ainda nesta quarta (veja aqui), contrariando a expectativa dos próprios senadores. O requerimento de urgência foi rejeitado por 44 votos e apenas uma abstenção, de Kátia Abreu (PMDB-TO) (veja aqui). Apenas 14 senadores votaram a favor da aceleração do processo: Benedito Lira (PP-AL), Fernando Coelho (PSB-PE), Fernando Collor (PTB-AL), Hélio José (PMDB-DF), Humberto Costa (PT-PE), Ivo Cassol (PP-RO), João Alberto Souza (PMDB-MA), Lindbergh Farias (PT-RJ), Pastor Valadares (PDT-RO), Roberto Requião (PP-PR), Valdir Raupp (PMDB-RO), Vicentinho Alves (PR-TO) e Zezé Perrella (PTB-MG).