Barreiras: Após período de internamento nos leitos contratados para Covid-19 no Hospital Central, mais 13 pessoas recebem alta e retornam para casa  

CAPA

DSC_369e

DSC_965f

DSC_cf7f

DSC_ff2b

Mais 13 pacientes acometidos pela Covid-19 em Barreiras retornaram para o convívio familiar após atendimento realizado pela equipe médica da ala de leitos específicos para pacientes com o novo Coronavírus, contratados pela Prefeitura de Barreiras junto à Americas Health Especialidades – AMH, no Hospital Central.

Após seguirem o protocolo determinado pelo Ministério da Saúde, nove pacientes de sexo masculino, com idades de 19, 30, 48, 57, 64, 67, 73, 78 e 84 anos e quatro pacientes do sexo feminino, de 34, 52, 68 e 81 anos, comemoraram a alta hospitalar e retornaram para seus lares resguardando os devidos cuidados com a pandemia da Covid-19. Segundo informações da unidade médica, as altas aconteceram entre os dias 26 de julho e 08 de agosto.

Para o secretário de saúde de Barreiras, o retorno ao convívio familiar e social após o período de tratamento é um dos momentos mais esperados e comemorados tanto pelas equipes médicas como também pelos familiares do paciente. O secretário reforça ainda a importância dos cuidados individuais para evitar o contágio, seguindo as recomendações fixadas nos Decretos Municipais, Estaduais e também do Ministério da Saúde que destacam sempre os pontos positivos do distanciamento social, o uso de máscaras, higienização da mãos e principalmente, evitar as aglomerações que para esse momento é primordial.

“A luta contra o novo Coronavírus tem sido diária em nosso município, recebemos tanto no Pronto Atendimento Coronavírus, no Hospital Municipal Eurico Dutra, como na ala contratada no Hospital Central, todos os pacientes de maneira humanizada, o acolhimento é feito com equipes especializadas na condução do paciente e quando acontece esse retorno para casa todos nós ficamos felizes. Estamos avançando nesse combate, e reforçamos a importância da participação de todos nesse momento que ainda precisa de cuidado e de muita atenção com as ações individuais já indicadas pelos protocolos em nível federal, estadual e municipal, fundamentais nesse período de pandemia”, pontuou Anderson Vian.

Dircom Barreiras

Justiça condena cantor da região de Jacobina por propaganda eleitoral antecipada

A pedido do Ministério Público estadual, a Justiça condenou o cantor Kléber Vladimir Queiroz Celestino ao pagamento de multa no valor mínimo de R$5 mil por conta de propaganda eleitoral antecipada em favor de pré-candidatos do município de Saúde. Segundo o promotor de Justiça Pablo Almeida, autor do parecer que foi acolhido pelo juiz Rodolfo Nascimento Barros, o representado é cantor com certa notoriedade na região de Jacobina, “o que denota o aumento da potencialidade e alcance da propaganda em favor dos pré-candidatos, que foi efetivada com a divulgação no aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp de um vídeo contendo pedido explícito de votos aos eleitores”, afirmou o promotor de Justiça.

Ele complementou que a propaganda eleitoral somente é permitida após o dia 15 de agosto do ano da eleição, mas com as eleições desse ano adiadas por conta da pandemia do coronavírus, o prazo também foi adiado para 26 de setembro conforme a Emenda Constitucional 107. “No entanto, observa-se que há pedido de votos por parte do representado, que a todo momento se dirige ao seu “público” utilizando-se do termo “12”, em alusão ao número do PDT (Partido Democrático Trabalhista), cujo pré-candidato a prefeito municipal de sua preferência está filiado”, destacou. Pablo Almeida ressaltou ainda que o representado desrespeitou a legislação eleitoral, em especial a Lei nº. 9.504/1997, ao apresentar os candidatos e fazer o pedido de votos.  De acordo com a legislação eleitoral, não é permitido que o pré-candidato, ou terceiro, promova fora da propaganda intrapardiária a aquisição e distribuição massiva de material gráfico impresso (folhetos informativos), banners, bandeiras, santinhos, adesivos, montar mesas, organizar cabos eleitorais com camisetas e material publicitário, produção de vídeos profissionais e jingles, antes do dia 26 de setembro desse ano.

Fonte: Cecom/MP

Governo Bolsonaro quer Teich em investigação da OMS

Nelson Teich

O governo de Jair Bolsonaro quer o ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, como um dos membros de uma comissão independente que irá examinar a agência e propor uma reforma do organismo.

A candidatura, no entanto, enfrenta a concorrência de outros nomes da região, já que países como Chile, Peru ou México também apresentaram candidatos e existe entre grupos latino-americanos uma resistência contra nomes propostos pelo Brasil.

De acordo com reportagem de Jamil Chade para o UOL, uma investigação sobre o comportamento da OMS diante da pandemia foi uma das exigências dos governo norte-americano.

A entidade escolheu, há um mês, as personalidades que irão liderar o processo independente: Helen Clark, ex-primeira-ministra da Nova Zelândia, e Ellen Johnson Sirleaf, ex-presidente da Libéria. Elas, porém, contarão com uma espécie de comissão e é para esse grupo que Teich foi indicado.

Teich é ex-ministro da saúde e permaneceu por apenas alguns dias no cargo, onde acenou para recomendações da agência internacional.

Mas o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, deixou claro que a avaliação não será apenas limitado à agência. A meta é também de avaliar até que ponto governos seguiram ou não as recomendações da agência.

Fonte: Bahia Noticias

Covid-19: Secretaria de Saúde de Barreiras reforça a importância da população informar dados reais durante os atendimentos

prefeitura-de-barreirasA Secretaria de Saúde de Barreiras reforça à população que o atual quadro de pandemia exige dos profissionais esforço e dedicação extras para atender devidamente os casos de Covid-19 no Município. Porém, a desinformação ou informações equivocadas atrapalham o trabalho das equipes que estão na linha de frente, se dedicando ao combate à doença e a salvar vidas.

É fundamental que as pessoas ao procurarem as unidades de saúde, sejam verdadeiras e transparentes ao informarem a data de início dos sintomas para evitar o aumento da disseminação do vírus. “Temos recebido vários casos de pacientes que dizem estar com os sintomas há mais de oito, dez dias, quando, na verdade, apresentaram há menos de 07 dias. Estes casos, quando testados, irão gerar o falso negativo, o que é um perigo porque passará a ideia de que estão livres da doença, quando na verdade, podem ser positivos e estarem contribuindo para a proliferação do vírus, inclusive para pessoas do grupo de risco.  Independente do resultado do exame, pessoas com sintomas gripais precisam permanecer isoladas por um período de 14 dias”, explica a médica infectologista Isabele Lucena.

Como forma de respeito às demais pessoas, aos profissionais de saúde e para evitar o aumento de casos de Coronavírus em Barreiras, a Secretaria de Saúde solicita, portanto, que as pessoas atendidas sejam transparentes e apresentem dados reais do início dos sintomas. A manipulação de informações pode contribuir ainda para a redução dos testes, prejudicando quem realmente precisa e, sobretudo, para a aceleração do contágio.

Fonte: Dircom

Alunos do ensino médio público voltam às aulas presenciais no Amazonas

2020-03-13t145129z_1265676104_rc22jf9wi6m7_rtrmadp_3_health-coronavirus-brazil

Cerca de 110 mil alunos do ensino médio de 123 escolas da rede pública do Amazonas retornam hoje (10) às aulas presenciais. De acordo com o governo do estado, foram adotadas medidas de prevenção à disseminação do novo coronavírus, como protocolos de distanciamento social, o uso obrigatório e adequado de máscaras de proteção, aferição de temperatura e disponibilização de álcool em gel nas salas e áreas comuns das unidades.

Ao longo da semana, a Secretaria de Educação e Desporto fará a distribuição de duas máscaras de pano para os alunos que estudam um turno e quatro para os que estudam em tempo integral. De acordo com a pasta, também foram reduzidos em 50% o número dos estudantes nas aulas presenciais.

Na entrada das unidades ainda foram instaladas pias para lavagem das mãos com água e sabão e tapetes sanitizantes para higienização de calçados. O governo também orienta os alunos a estarem atentos aos cuidados de higiene no deslocamento de casa à escola e da escola para casa.

Nas salas de aula, as carteiras foram colocadas a uma distância de 1,5 metro umas das outras e nos refeitórios somente devem ser ocupados os assentos sinalizados nas mesas. O protocolo de distanciamento é obrigatório em todas as dependências da escola, inclusive banheiros. De acordo com o governo estadual, funcionários e voluntários auxiliarão os estudantes em todas as movimentações dentro da escola.

A previsão de retorno presencial para os estudantes do ensino fundamental (anos iniciais e finais) na rede pública do Amazonas é 24 de agosto. (mais…)

Barreiras Sul hoje tem: escola de qualidade, quadra poliesportiva e ruas pavimentadas

DSC_0287

DSC_0296

DSC_0302

DSC_0317

DSC_a399

DSC_d72c

Desde 2018 os moradores do povoado Barreiras Sul experimentam um nova realidade, com a chegada de importantes obras de infraestrutura realizadas pela Prefeitura de Barreiras na localidade, que há mais de 30 anos abriga moradores do Município e que têm na agricultura, a principal fonte de renda. As intervenções tiveram início com a entrega da Escola Pedro Cavalcante da Silva, totalmente requalificada, seguindo padrões que prezam pelo respeito, segurança e conforto de estudantes, professores e demais servidores.

Alguns meses depois, foi a vez dos estudantes comemorarem o início das obras de construção da quadra poliesportiva da localidade, um espaço dedicado à prática de atividades físicas, à socialização e integração de jovens e crianças do Barreiras Sul e de outros povoados da zona rural. Paralelo à construção da quadra, os moradores acompanhavam o fim da lama e poeira nas suas portas, com a chegada da pavimentação de todas as ruas.

A obra, que inclui ainda meio-fio e sarjetas, foi executada sob responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura e integra o Projeto Barreiras Mais Bonita e Mais Humana. De acordo com o secretário João Sá Teles, a pavimentação com bloquetes é uma das alternativas mais eficientes para melhoria da infraestrutura especialmente nas sedes dos povoados e comunidades que apresentam topografia com acentuados declives, aclives e em ruas mais estreitas. É também uma das modalidades de pavimentação em que mais se aproveita a mão de obra local, pelo formato da sua aplicação, gerando diversos postos de trabalho.

Ele acrescenta que o conjunto de obras executado pela Prefeitura no Barreiras Sul reflete diretamente na melhoria da qualidade de vida dos moradores daquele povoado e de tantos outros que também foram ou estão sendo contemplados com obras importantes. “O Barreiras Sul agora começa a usufruir de um estilo de vida que a cidade já tem. Isso é um sinal de respeito com essa comunidade que passará a ter uma melhor qualidade de vida, com uma ótima condição de trafegabilidade e acessibilidade”, pontuou João Sá Teles.

Dircom/PBM 

Prefeitos querem flexibilizar pagamento mínimo da educação em 2020

Sala de aula

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) apresentou hoje (7) ao ministro da Economia, Paulo Guedes, uma pauta de reivindicações que inclui a possibilidade de flexibilização na aplicação do mínimo constitucional em educação em 2020. Pela Constituição Federal, estados e municípios devem investir, no mínimo, 25% das receitas provenientes de impostos e transferências a cada ano no setor. Como a crise econômica decorrente da pandemia de covid-19 derrubou a arrecadação tributária, os gestores municipais alegam dificuldades para cumprir com os pagamentos. 

“Defendemos uma legislação, de forma excepcional, considere os gastos em educação tudo aquilo que foi empenhado, e não somente o que foi pago, como a lei determina”, disse o prefeito de Teresina (PI), Firmino Soares, vice-presidente da FNP, em entrevista a jornalistas após a reunião com o ministro. “A gente não quer que os municípios deixem de investir [em educação]. Aquilo que for empenhado em 2020 vai ser cumprido no exercício financeiro dos anos seguintes, incluídos em restos a pagar”.

Segundo o prefeito, uma cláusula transitória poderia ser incluída da discussão sobre o novo pacto federativo, em tramitação no Congresso Nacional. A FNP representa as capitais dos estados e as cidades com mais de 80 mil habitantes, cerca de 400 municípios (no universo de 5.570) que concentram 60% da população e 75% da atividade econômica.

Além de prorrogar os pagamentos na área de educação, os prefeitos também querem suspender o pagamento dos precatórios (dívidas determinadas em processos judiciais).   “Levantamos a necessidade de debatermos a suspensão de pagamentos de precatórios, que estão empossados nos Tribunais de Justiça, por causa da debilidade financeira das prefeituras. O objetivo é que os municípios médios possam ter novo prazo para cumprir esses precatórios de 2020”, argumentou Soares.  (mais…)

Nota de Pesar pelo falecimento do servidor municipal Clayton Dias Pignata Cruz de Macêdo

CIR-horz

Capa _Clayton

Com imenso pesar recebemos a notícia do falecimento do servidor municipal Clayton Dias Pignata Cruz de Macêdo, 50 anos, na manhã desta sexta-feira, 7, em decorrência da Covid-19, nos leitos contratados junto à Americas Health Especialidades – AMH, no Hospital Central de Barreiras.

Lotado na Secretaria Municipal de Saúde desde 2008, nos últimos anos, desenvolveu relevante trabalho à frente da coordenação do Cartão do SUS na Central Integrada de Regulação – CIR, sempre atendendo à população com paciência e dedicação. Clayton deixa saudades eternas na esposa Antônia Wirna Ricardo Silva, nos filhos Gleiton Mateus, Lucas e Arthur, demais familiares, amigos e a sociedade de Barreiras. Era exemplo de companheirismo, tranquilidade e sempre solícito em ajudar e atender bem a todos.

Sua dedicação ao serviço público tem berço nas famílias Pignata e Macêdo, tradicionalmente reconhecidas pelas contribuições ao desenvolvimento de Barreiras. Seu avô Napoleão Mattos de Macêdo foi o primeiro fotógrafo da cidade, e sua avó Irene Pignata, a primeira mulher a se eleger vereadora no município.

Neste momento de dor e consternação, nos unimos aos servidores da Secretaria de Saúde e da Central Integrada de Regulação, à sua mãe dona Maria Anita Pignata, aos seus irmãos o professor Anderson Pignata, Cristian Pignata, Bruce Pignata e Dejan Pignata, para transmitir o nosso mais sincero sentimento de solidariedade à família, pedindo a Deus que conforte seus corações.

Barreiras, 07 de agosto de 2020

Dircom Barreiras

Abapa promove curso de formação sobre o setor agrícola para os professores do Oeste da Bahia

Formação-Programa-Educacional-Conhecendo-o-Agro-Abapa

Formação-Programa-Educacional-Conhecendo-o-Agro-Abapa3

Formação-Conhecendo-o-Agro_Abertura-Presidente-da-Abapa_-Júlio-Busato1

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) está promovendo um curso de formação para os professores da rede pública de ensino dos municípios localizados em área agrícola do Oeste da Bahia. Nesta segunda-feira (3), foram finalizadas as atividades para os profissionais dos municípios de Barreiras e Baianópolis, e na última semana, de Correntina/Rosário, Luís Eduardo Magalhães e São Desidério/Roda Velha, que cumpriram a carga horária de 8 horas/aula, por meio de uma plataforma virtual, e garantiram a formação técnica em “Agronegócio, Educação Ambiental e Sustentabilidade do Campo”. A ação, que vai capacitar um total de 500 professores de nove municípios baianos, integra o projeto que tem o objetivo de aproximar o campo da cidade com o maior conhecimento sobre o funcionamento do setor agrícolas nas unidades escolares.

A professora da Escola Municipal Mozart Feliciano, de Luís Eduardo Magalhães, Romilda Alves, parabeniza a Abapa pela formação que levou informações técnicas sobre o setor agrícola, a exemplo da porcentagem de áreas que são preservadas, importância do agro para o sustento de milhares de pessoas, bem como a atuação da nossa região no cenário nacional e mundial. “São aspectos e informações que com certeza iremos, como escola, agregar aos nossos planejamentos e sistematizar através de aulas dinâmicas, participativas e práticas para nossas crianças”, explica.

Por meio da plataforma virtual, a jornalista especialista na área do agronegócio, Lilian Dias, está levando aos participantes um panorama da atividade agrícola do Oeste da Bahia, reforçando os aspectos no cumprimento da legislação ambiental, trabalhista e de respeito aos critérios de sustentabilidade.

A bióloga e analista ambiental Danielle Barbosa, vem abordando a educação ambiental como transversal à atividade pedagógica, que se interliga com as práticas desenvolvidas no campo.  As pedagogas do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Amanda Bastos e Isabele Sodré, finalizam o curso com a formação com foco no processo ensino-aprendizagem e a possibilidade de inserção das temáticas do agronegócio aplicadas de forma transversal em sala de aula.

Para Danilo Teixeira, professor da Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, do Rosário/Correntina, o curso de formação disponibilizado pela ABAPA contribuiu para aproximar as atividades escolares pedagógicas daquelas desenvolvidas no campo. “A partir desta formação, torna-se possível propor ações pedagógicas que venham a contribuir na formação cidadã dos alunos, mas, também, em sua capacitação técnica e em seu conhecimento de mundo”.

Ao abrir as atividades do curso de formação, o presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato, reforçou a importância de professores e estudantes conhecerem a realidade onde vivem. “Ainda existe muito preconceito sobre a atividade agrícola e fazer esta troca de experiência demonstrando a tecnologia que está sendo usada na região, que nos permite ter as maiores produtividades de soja e milho do Brasil e a maior produtividade de algodão não irrigado do Mundo.

Foram repassadas informações científicas, mostrando mapas e fatos verdadeiros. Este é o caminho para valorizar a agricultura, tão fundamental para o desenvolvimento socioeconômico e geração de renda da região. Este projeto, com o apoio dos professores, pode possibilitar o interesse de futuros profissionais. Podemos demonstrar que além de produzir alimentos, também preservamos a vegetação, recuperamos nascentes e estradas”, afirma.

As próximas capacitações têm início nesta terça (4) para os professores de Formosa do Rio Preto e Riachão das Neves, e na próxima quinta-feira (13), para Cocos e Jaborandi. O curso de Formação do Programa Educacional Conhecendo o Agro conta com o apoio da FAEB/Senar, Sindicatos dos Produtores Rurais de Barreiras (SPRB) e de Luís Eduardo Magalhães (SPRLEM), e das Secretarias Municipais de Educação. O conteúdo está disponível na íntegra e pode ser acessado pelo Canal da Abapa no YouTube em: https://www.youtube.com/channel/UCIHRqW1W_uwEzxwhkwjT7uA

Fonte: Odestaque/ Abapa

Senado aprova auxílio financeiro para agricultores familiares

lavoura_agricultura_familiar

O Senado aprovou hoje (5) o Projeto de Lei 735/2020, que estabelece medidas de socorro financeiro aos agricultores familiares. O projeto passou primeiro pela Câmara e foi aprovado pelo Senado sem alterações. Ele segue para sanção do presidente da República, que pode sancionar o projeto ou vetá-lo, todo ou em parte.

O projeto traz, entre seus principais dispositivos, a previsão do pagamento de cinco parcelas de R$ 600 a título de auxílio aos agricultores familiares. Além disso, o projeto também prevê um fomento emergencial de inclusão produtiva rural, um pagamento de R$ 2,5 mil, em parcela única, por unidade familiar. Para a mulher agricultora familiar, a transferência será de R$ 3 mil.

O auxílio de R$ 600 só será pago àqueles que não tenham sido beneficiados pelo auxílio emergencial do governo. O agricultor familiar não pode ter emprego formal, nem receber outro benefício previdenciário, exceto Bolsa Família ou seguro-defeso, e deve ter renda familiar de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar total de até três salários mínimos.

Outro ponto do projeto concede o auxílio Garantia-Safra, automaticamente, a todos os agricultores familiares aptos a receber o benefício durante o período de calamidade pública, condicionado à apresentação de laudo técnico de vistoria municipal comprovando a perda de safra. O Garantia-Safra assegura ao agricultor familiar o recebimento de um auxílio pecuniário, por tempo determinado, caso perca sua safra em razão de seca ou excesso de chuvas.

O texto também institui linhas de crédito rural no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Podem se beneficiar das medidas agricultores com renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Fonte: Odestaque/ Agência Brasil