Justiça soltou nesta quinta-feira, 15, cerca de 40 presos da cadeia da delegacia de polícia, Luis Eduardo Magalhães

Os presos que ganharam liberdade respondiam, em sua maioria, por furtos, roubos e assaltos. Mas na DP de LEM teve noticia boa também nesta quinta-feira: O delegado Leonardo Almeida vai receber ainda esse mês oito novos policiais civis.

Os novos agentes vão trabalhar na área de investigação e provavelmente irão prender parte desses presos soltos hoje pela justiça. Isso é claro eles voltem a cometer crimes, o que torcemos que não ocorra mais.

O delegado Rivaldo Luz, coordenador regional da polícia civil, demonstrou preocupação com a decisão da justiça, mas também comemorou a vinda de mais agentes para Luís Eduardo. “Para a polícia que prende é sempre uma preocupação a soltura de preso.

Mas, sabemos que nossa lei é falha. Quando a insegurança bate na porta do cidadão é para a polícia que ele recorre. Se por um lado há preocupação, por outro há alegria com a chegada de novos investigadores que vão somar forças conosco no combate ao crime”, disse o delegado

Fonte Sigi Vilares

Polícia suspeita que menino morto ao subir em muro foi baleado por menor

 

Vítima foi enterrada nesta quinta-feira (15), em Medeiros Neto.
Suspeito é vizinho do garoto que apareceu em foto com arma, diz polícia.

Do G1 BA

Rua Itália em Medeiros Neto onde adolescente foi baleado e morto (Foto: Sessé Guimmas/Medeiros Dia Dia)

Um adolescente de 16 anos é suspeito de ter sido autor do disparo que matou o garoto de 13 anos em Medeiros Neto, no sul da Bahia. A vítima estava em cima de um muro para pegar manga e jaca de árvores que pertenciam a um terreno vizinho à casa onde morava. As informações são do delegado que investiga o caso, Jorge da Silva.

O garoto de 13 anos foi enterrado nesta quinta-feira (15), no cemitério Alto da Colina, em Medeiros Neto.

Conforme Silva, o terreno onde estavam as árvores das quais a vítima queria pegar as frutas pertence ao padrasto do adolescente suspeito de ter efetuado o tiro. À polícia, jovem de 16 anos negou a posse de arma e que tenha realizado o disparo.

“Ele [o adolescente] foi convidado junto a mãe para vir à delegacia, e a gente suspeita dele porque recebemos uma denúncia anônima de que ele tem uma arma. Quem denunciou mostrou a foto do adolescente, que ele mesmo [o suspeito] enviou através do whatsapp, com uma arma calibre 32 na mão. Ainda não achamos a arma, mas ele não deixa de ser suspeito. O perito já me confirmou que o menino foi atingido por uma arma calibre 32. Além disso, um dos irmãos do menor teria tido um probleminha com o suspeito, briga de criança, mas isso são informações iniciais de vizinhos que também apontaram que ele [o suspeito] tem envolvimento com pessoas ligadas ao crime, como tráfico de drogas”, explicou.

De acordo com o delegado, a falta de uma testemunha ocular dificulta as investigações. “Ele estava junto com os irmãos em casa, subiu no muro e pediu um ‘pau’ para pegar a fruta. O irmão menor, de uns cinco anos, deu a ele o pedaço de madeira e entrou em casa novamente. Quando ouviu o barulho, o irmão já estava no chão”, relatou.

O delegado informou ainda que solicitou ao adolescente um exame de pólvora combusta. Ele foi submetido ao procedimento no Departamento de Polícia Técnica (DPT) na quarta-feira (14), em Teixeira de Freitas, e o resultado deve sair em 15 dias. “Fiz um termo de responsabilidade para que ele fosse fazer os exames. Ele deve retornar à delegacia com a mãe”, disse, Jorge da Silva.

A mãe do garoto de 13 anos ainda não foi ouvida, pois segundo o delegado, está em estado de choque.

Muro onde adolescente subiu e foi baleado fica junto à mangueira, no sul da Bahia (Foto: Sessé Guimmas/Medeiros Dia Dia)
Muro onde adolescente subiu e foi baleado no sul
da Bahia (Foto: Sessé Guimmas/Medeiros Dia Dia)
Rua Itália em Medeiros Neto onde adolescente foi baleado e morto (Foto: Sessé Guimmas/Medeiros Dia Dia)

 

 

 

 

CNJ vai investigar juiz que determinou prisão de policial na Vaquejada de Serrinha

bn

A conduta do juiz Paulo Ramalho Pessoa de Andrade Campos Neto, da comarca de Tucano, será investigada pela Corregedoria Nacional de Justiça, por determinar a prisão de policiais durante a Vaquejada de Serrinha, na região sisaleira, por não ter conseguido escolta policial durante a festa. O caso aconteceu no dia 4 de setembro deste ano (clique aqui e saiba mais). O corregedor nacional de Justiça, ministro Otávio de Noronha, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), determinou que a Corregedoria do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) encaminhe copias inquérito administrativo instaurado contra o magistrado para apurar os fatos. O juiz determinou a prisão do Capitão Juraci Cunha por crime de desacato. A juíza assessora da Corregedoria, Angela Bacellar Batista, relatou que, após o contraditório, com oitiva do magistrado, os fatos que deram ensejo ao conflito entre Ramalho e o capitão foram esclarecidos. A discussão foi registrada em vídeo. A juíza presume que houve manipulação nas imagens, feitas pelos próprios policiais, “demandando maior rigor no sopesamento dos fatos”, em razão da “desconfiança de prévio desagrado entre alguns integrantes da milícia local, quiçá imbuídos da pecha de corporativismo, e o magistrado, devido à atuação jurisdicional do representado que resultou na prisão de alguns policiais militares e de um delegado de polícia da comarca de Tucano sob a acusação de peculato” em três processos. “Em que pese esta Corregedoria das Comarcas do Interior haja concluído pela inexistência de elementos desafiadores da instauração da instância disciplinar contra o magistrado, a Corregedoria Nacional de Justiça, a despeito da retidão e razoabilidade com que atua este órgão censor estadual, cujos reflexos em prol da Justiça se fazem sentir com êxito e concretude, não satisfeita com as informações já prestadas, encaminhou o expediente ora colacionado às fls. 39/40, assinalando o prazo de 15 dias para que lhe seja encaminhada cópia de todo o procedimento administrativo instaurado no âmbito de sua atuação referente ao caso em comento”, diz o despacho, publicado no Diário da Justiça Eletrônico de quarta-feira (15). A Corregedoria acatou ao pedido de providências do CNJ e determinou a remessa de cópia integral do procedimento administrativo contra o magistrado para o ministro João Otávio Noronha. 

(BN)

Ao tentar beber água, homem perde controle do carro e morre na BR 242 próximo de Barreiras.

acidnete-242-480x359

Um homem de 42 anos morreu e os dois filhos dele, um adolescente de 17 e uma menina de 13 anos, ficaram feridos após o carro em que estavam colidir contra uma carreta bitrem no municipio de Barreiras, na região oeste da Bahia. O acidente ocorreu na manhã desta quinta-feira (15), em um trecho da BR-242.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro em que o pai e os filhos estavam invadiu a contramão e depois bateu na carreta, que vinha no sentido oposto. As vítimas tinha saído de São Paulo e seguiam para o estado do Piauí.

A colisão foi por volta das 9h30, no km-826 da rodovia, a cerca de 25 km do centro de Barreiras. Conforme a PRF, o adolescente de 17 anos contou que foi pegar água para o pai, que dirigia o veículo, e o líquido espirrou no rosto dele, o que o fez perder o controle da direção e invadir a contramão.

O motorista, que não teve identidade divulgada, morreu ainda no local do acidente. O jovem de 17 anos e a menina de 13 foram encaminhados para o Hospital do Oeste, em Barreiras. O estado de saúde dos sobreviventes não foi informado.

G1 Bahia

POLICIAIS MILITARES SÃO PRESOS ACUSADOS DE SEQUESTRO EM CAMAÇARI

 

pm-camacariTrês policiais militares foram presos por extorsão mediante sequestro, na Estrada do Coco, Região Metropolitana de Salvador, por volta das 22h40min de ontem (14). O cabo Ronaldo Pedro de Souza e os soldados Henrique Paulo Chaves Costa e Jonas Oliveira Góis Júnior, mais um quarto sequestrador, exigiram R$ 300 mil para liberar as vítimas, segundo o comando-geral da PM.

Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do 12º Batalhão da PM/Camaçari prenderam os sequestradores. Os militares envolvidos no sequestro serão levados para a Corregedoria Geral da corporação.

Os policiais e o comparsa sequestram uma mulher e uma criança de colo e exigiram, do pai da vítima, o pagamento do resgate. Além de parte do dinheiro exigido no resgate, carro, sistema de som e as vítimas, a equipe que efetuou a prisão encontrou com os sequestrados seis pistolas, dinheiro e muita munição.

O sequestro ocorreu em Camaçari e os bandidos fugiram em direção a Salvador. Os policiais do Bope montaram bloqueio em um dos pedágios que liga as duas cidades. De acordo com o comando-geral da corporação, “no momento em que os carros entraram nas baias foram realizadas as abordagens e os quatro criminosos foram presos”.

Segundo a corporação, a quadrilha exigiu R$ 300 mil para o resgate. O pai da vítima pagou R$ 18 mil e entregou um carro Kia/Cerato e som automotivo. Ainda com a quadrilha, a polícia apreendeu nove celulares, duas algemas, placas e documentos de veículos, balaclava, relógio, quatro anéis dourados, uma pulseira dourada, uma corrente, três coldres e dois porta-carregadores.

O comandante geral da PM-BA, coronel Anselmo Brandão, disse ser “inadmissível o envolvimento de policiais militares com o crime. “Todas as medidas administrativas de corregedoria do comando da Polícia Militar serão adotadas para demitir integrantes da corporação que não honram a farda que vestem e não assumem o compromisso de proteger a sociedade”, assegurou.

Vereador do RN é preso na Bahia com carreta roubada e arma de fogo

prf-1

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve ontem (14), um homem, identificado como sendo vereador de uma cidade do interior do Rio Grande do Norte, com uma carreta roubada e portando arma de fogo. A ação iniciou por volta das 11hr, no KM 677 da BR 116, em Jequié, município localizado na região centro-sul da Bahia.

Após informação de que uma carreta iria passar em frente ao posto da PRF em Jequié com um semirreboque semelhante a um que fora roubado em março deste ano, no estado de São Paulo, a equipe da PRF montou um cerco e abordou o veículo.

Durante a fiscalização, os policias solicitaram os documentos de porte obrigatório e verificaram que haviam divergências nos dados do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) do semirreboque. Foi verificado que o número do chassi do veículo estava suprimido, mas, em um compartimento de segurança do semirreboque, foi encontrado o CRLV original do veículo que havia sido roubado. A placa que estava sendo utilizada era “clonada” de outro veículo de mesmas características. Ainda durante os procedimentos, os PRFs constaram que o cavalo-trator também possuía indícios de adulteração nos elementos de identificação.

Foi feito uma vistoria na boleia da carreta, onde foi encontrada uma pistola de marca Taurus, modelo 24/7 G2, calibre 9 mm, carregada com 16 munições.

O vereador de 28 anos já responde por homicídio qualificado no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte e já foi preso por desacato.

O homem foi encaminhado para a delegacia de polícia judiciária local.

Sob protestos, vereadores de São Desidério aprovam aumento de salários

Na última sessão ordinária da Câmara de Vereadores de São Desidério, ocorrida na noite de ontem, quarta-feira (14/dez), os vereadores votaram e aprovaram, mesmo sob protestos de servidores e parte da população da cidade que não concordavam com o referido aumento dos subsídios, dois projetos de lei, nº 12/2016 e nº 13/2016, que dá aumento de salário para os vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários.

camara-sd

Em seu discurso na tribuna, o vereador Joacy Carvalho, único contrário ao aumento, informou que o reajuste não é ilegal, porém seria imoral aprovar o projeto de lei diante das dificuldades em que o país e principalmente a nossa cidade estão passando.
Durante a sessão o presidente da câmara municipal, Antenor Barbosa Filho (Tena), ainda leu a legislação municipal que trata do aumento de subsídios que é feito ao final de cada mandato. Tena citou ainda o inciso VI do art. 29 da Constituição Federal onde estabelece um valor máximo para os salários dos vereadores de acordo com o número de habitantes no município com referência a uma porcentagem do salário dos deputados estaduais.
Mesmo sob protestos a nova lei aprovada pelo legislativo que vai valer a partir de 2017, onde reajusta em 26,4% e fixa o salário de prefeito em R$ 19.600,00, salário de vice-prefeito em R$ 9.800,00, secretários em R$ 9.800,00 e salário de vereador em R$ 7.597,00.
O projeto teve amplo apoio no Plenário, recebendo 09 votos favoráveis e 1 contra o aumento, lembrando que o presidente da câmara, Tena, não participa da votação.
A favor
Votaram a favor do aumento os seguintes vereadores: Devanir Rodrigues Figueira, Gerivaldo Soares dos Santos, Manoel Divino de Souza (Manoel Bega), Maria das Graças dos Santos Gobbi (Graça do Cleusmar), Biracy Silvério Alves (Bira do Sindicato), José dos Santos de Oliveira (Camarão), Sebastião Teixeira de Araújo, Gerson de Carvalho Pereira (Gerson da Coelba) e José Neves Barbosa (Zé Barbosa).
Contra
Somente o Joacy Ferreira de Carvalho
(info São Desidério)

Formatura do PROEDRD e 1° tuma do do Colégio ACM de R.V 1

rv1

O conselho Comunitário de segurança publica do Distrito de Roda Velha, participou da Formatura do PROERD com a 1° turma do colégio Antonio Carlos Magalhães de Roda Velha 1.

Parceria com a policia Militar, conselho Comunitário de segurança publica do Distrito de Roda Velha, Conseg-RV e empresários locais, a Formatura aconteceu no espaço da Associação Três Fronteiras de Roda velha nesta quinta feira pela manhã.

rv

TJ-BA suspende cobrança de Imposto de Renda de paciente com lúpus e cardiopatia

tribunal-ba

por Júlia Vigné / Cláudia Cardozo

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA), em decisão monocrática por meio do desembargador relator Baltazar Miranda Saraiva, determinou que o Estado suspenda os descontos do Imposto de Renda de uma paciente diagnosticada com lúpus eritematoso sistémico, além de outras patologias. A paciente, Zenilda Gonçalves Pinto da Fonseca alegava que além de lúpus, foi diagnosticada com cardiopatia, sendo portadora de úlceras, além de problemas cardiológicos como angina, fibrilação atrial paraxistica e fluter, depressão, problemas renais e hipotireoidismo. Por conta de seu quadro de saúde, Zenilda requereu a isenção dos descontos do Imposto de Renda. A Corte entendeu que a hipossuficiência financeira, já comprovada pelo primeiro grau, deveria ser mantida e que a cobrança do Imposto de Renda deveria ser suspensa pelo Estado, tendo em vista sua condição financeira e os gastos que a paciente tem com os medicamentos. O desembargador destacou o art. 6º da Lei nº 7.713/88 e a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que estabelecem requisitos para que tal benefício seja concedido. “Justifica-se a concessão da medida liminar pleiteada, uma vez que evidenciada a plausibilidade do direito invocado e o risco à saúde da Recorrente. Desse modo, vislumbra-se o fumus boni iuris no fato de que o direito da Agravante”, afirmou o desembargador. A decisão, divulgada nesta terça-feira (13), determinou que os descontos fossem suspendidos no prazo de cinco dias, sob pena de multa diária de R$ 1 mil reais. De acordo com o desembargador, a decisão é “plausível”, tendo em vista que o “seu delicado estado de saúde foi comprovado, assim como a necessidade de suspensão dos descontos em seus proventos”. “Desta forma, negar a concessão da liminar seria afrontar os mais comezinhos princípios do direito”, decidiu.