Cinco pessoas da mesma família morrem em acidente na BR-020; duas crianças estão entre vítimas

68972c7d-45d4-41c4-95e1-fb5b2b10f31b

ACIDO2

Cinco pessoas de uma mesma família morreram em um acidente na BR-020, na altura do distrito de Novo Paraná, na cidade de Luís Eduardo Magalhães, oeste baiano, no início da noite de segunda-feira (3). Entre as vítimas estão duas crianças, com idades de 7 e 12 anos.

O acidente aconteceu em um trecho de trânsito de veículos grandes. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), havia muito óleo na pista, o que causou o descontrole do veículo em que a família estava.

O carro invadiu o sentido contrário, em direção a uma carreta. Segundo o motorista da carreta, ele tentou desviar do veículo, mas não conseguiu e o carro bateu de frente.

As vítimas morreram na hora e o carro ficou completamente destruído. Ambulâncias Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegaram a ir ao local, para prestar socorro.

As vítimas foram o motorista Antônio Hélio Batista Cunha, 39 anos, sua esposa Luciene Oliveira Ribeiro, de 41 anos, seu sogro Messias Campos Ribeiro, de 81 anos, e seus filhos, um menino de e 11 e uma menina de sete.

A pista ficou interditada por algumas horas e os bombeiros foram ao local. O veículo da família ficou totalmente destruído.

Fonte: Odestaque/ G1/ Sigi Vilares

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em novembro

Auxílio emergencial 2021

Trabalhadores informais nascidos em novembro começam a receber hoje (28) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

Também hoje, beneficiários do Bolsa Família com o Número de Inscrição Social (NIS) de dígito final 8 poderão sacar o benefício.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a quatro semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente.

O saque da primeira parcela foi antecipado em 15 dias. O calendário de retiradas, que iria de 4 de maio a 4 de junho, passou para 30 de abril a 17 de maio.

Ao todo, 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O calendário de pagamentos foi divulgado pelo governo no fim de março e atualizado há duas semanas.

O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

Calendário de pagamentos antecipados da primeira parcela do auxílio emergencial. (mais…)

Bahia debate programa H₂ Brasil para fomento da produção de hidrogênio verde

O governo alemão irá apoiar o desenvolvimento e a implementação do programa H₂ Brasil, voltado para o fomento de uma economia brasileira de hidrogênio verde e seus derivados, abrindo vastas oportunidades que viabilizam uma participação relevante do país no mercado mundial. A Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ) está à frente de todo o processo e irá realizar uma missão com especialistas da área, para avaliar oportunidades com potenciais parceiros brasileiros que possam ter uma relevante participação no programa. A pedido do Ministério de Minas e Energia (MME), a GIZ apoiará parceiros brasileiros na elaboração de estratégias de participação no programa.

Com o intuito de integrar o programa H₂ Brasil e colaborar para uma estratégia conjunta de fomento à produção e comercialização do hidrogênio verde na Bahia, os secretários estaduais do Meio Ambiente (Sema), João Carlos Oliveira e de Infraestrutura (Seinfra), Marcus Cavalcanti se reuniram, na manhã desta terça-feira (27), com o coordenador de Planejamento Energético, Regulação e Gestão do Sistema da GIZ, Florian Geyer. Também participaram da reunião a superintendente de Inovação e Desenvolvimento Ambiental da Sema, Clarissa Amaral e o articulador político do Centro Brasil no Clima (CBC), Sérgio Xavier.

“Será realizada uma série de encontros virtuais com as instituições, governos e empresas interessadas, com o apoio da GIZ e do MME, com o objetivo de mapear projetos que possam ser incorporados ao programa H₂ Brasil. Para que a Bahia seja contemplada no programa é necessário apresentar propostas relevantes de empresas que reforcem a importância do estado neste segmento. Com um histórico marcado por parcerias comerciais significativas, Brasil e Alemanha têm potencial para criar um espaço de cooperação muito positivo neste mercado para ambos os lados”, afirmou Florian Geyer.

(mais…)

Aviso de licitação para obras de recuperação de cerca de 335 km de estradas no Oeste da Bahia anima cotonicultores

A notícia da licitação, pela Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra), dos serviços para a recuperação de mais de 335 quilômetros de rodovias no Oeste do estado foi recebida com muita satisfação pelos agricultores da região, dentre os quais, os cotonicultores. As obras serão realizadas em cinco trechos ao longo das BAs 463, 459 e 460, e fazem parte do escopo do Programa de Recuperação e Manutenção de Rodovias (Premar).

“São rodovias que possuem um papel importantíssimo para o escoamento da produção do cerrado baiano, e precisam estar em condições de trafegabilidade para garantir que o produto chegue a tempo em seu destino, seja ele o porto, de onde partirá para o mercado externo, ou a indústria nacional, no Nordeste brasileiro e em outros polos de processamento no país”, pondera o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abapa), Luiz Carlos Bergamaschi. Ele acrescenta que, para garantir que competitividade não se perca no trânsito da safra, entre a fazenda e as estradas estaduais e federais, os produtores de algodão têm investido na recuperação das estradas vicinais da região, através do projeto Patrulha Mecanizada. “O Governo sabe o quanto a logística é importante para a agricultura, e reconhece o valor da atividade agrícola para a economia do estado, e tem contribuído para o seu incremento”, afirma Bergamaschi.

De acordo com a Seinfra, a BA-463, entre São Desidério e Roda Velha, será requalificada em 125,8 quilômetros. Na BA-459, os 45,6 quilômetros do entroncamento da BR-242 o até distrito de Placas, os 92,5 quil6ometros do distrito de Placas até o entroncamento da BA-454, e os 64,8 quilômetros que ligam os entroncamentos da BA-454 e da BR-242, no município de Barreiras, passarão por restauração. Os 9 quilômetros ligando o distrito de Placas à divisa entre Bahia e Tocantins também vão ser recuperados, na BA-460. Os envelopes com as propostas das empresas interessadas na execução dos serviços têm previsão de abertura para o dia 02 de junho.

Fonte: Abapa

Barreiras tem mais 3 óbitos por Covid-19; Ocupação geral de leitos chega a 100%

hospital-do-oeste

A prefeitura de Barreiras, na Bacia do Rio Grande, Extremo Oeste baiano, registrou mais três mortes pelo novo coronavírus. As vítimas foram dois idosos, de 70 e 62 anos, e uma idosa, de 62. No mesmo boletim divulgado nesta sexta-feira (23), a gestão informou ainda o registro de mais 182 casos confirmados de Covid-19. Da relação de casos confirmados, 96 foram de adolescente, mulheres e idosas, com idades entre 11 e 82 anos.

Os outros 86 foram de crianças, homens e idosos, entre 6 e 78 anos. Desde o dia 26 de março do ano passado – quando o município registrou pela primeira vez um caso de Covid-19 – Barreiras já acumula 11.838 casos confirmados com 163 óbitos.

LEITOS

A situação dos leitos da rede pública destinados a pacientes com Covid-19 chegou ao máximo de ocupação, 100% tanto em UTIs como em leitos clínicos.

Fonte: Odestaque/ Bahia Notícias

Marco do Saneamento: Brasil desativa 600 lixões em um ano

Lixão da Estrutural

Mais de 600 lixões pelo Brasil foram desativados em um período de um ano, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre). O encerramento de lixões vem sendo promovido pelo programa Lixão Zero, lançado em 2019 pelo Ministério do Meio Ambiente.

O Marco do Saneamento, sancionado em julho de 2020, também estabeleceu um prazo para o fim dos lixões nos municípios brasileiros, que varia conforme a existência de planos de resíduos sólidos e número de habitantes nas cidades*. De modo geral, a lei prevê o encerramento de todos os lixões do Brasil até 2024.

Entre as metas do programa, está a descontaminação dos espaços onde os lixões foram fechados. O mapeamento dessas áreas é realizado pelo Programa Nacional de Recuperação de Áreas Contaminadas.

Fonte: Odestaque/ Agência Brasil

Oeste da Bahia: Mais de 335 quilômetros de rodovias passarão por recuperação

O governo do estado publicou na edição desta terça-feira (20), do Diário Oficial do Estado (DOE), o aviso de licitação da recuperação de 335 km de asfalto na região Oeste. Serão recuperados trechos das BAs 463, 459 e460 que perpassam as cidades de São Desidério, Roda Velha e Barreiras. Ainda segundo o governo, a empresa responsável pela requalificação do trecho há cerca de quatro anos descumpriu questões contratuais e até então a obra estava parada.

De acordo com o governo, os serviços estarão sob a responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), através do Programa de Recuperação e Manutenção de Rodovias (Premar). A intenção é de que a  BA-463, entre São Desidério e Roda Velha, seja requalificada em 125,8 km.  Já a BA-459, serão requalificados  92,5 km do distrito de Placas, em Barreiras, até entroncamento da BA-454 e os 64,8 km que ligam os entroncamentos da BA-454 e da BR-242 passarão por restauração.

Os 45,6 km do entroncamento da BR-242 até Placas e os 9 km ligando a localidade à divisa entre Bahia e Tocantins também vão ser recuperados na BA-460.

O  secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, explicou que as três rodovias possuem um papel importante para o escoamento da produção de grãos, como a soja, o algodão e o milho, do oeste baiano. A restauração dos trechos na região do Anel da Soja, de São Desidério até Roda Velha e até a divisa entre Bahia e Tocantins vai contribuir no transporte dos grãos até destinos como o Nordeste Brasileiro, China, Vietnã, Indonésia e a União Européia. (mais…)

Estudo confirma primeira morte por reinfecção de Covid-19 no Brasil

Estudo confirma primeira morte por reinfecção de Covid-19 no Brasil

Um estudo confirmou a primeira morte no Brasil por reinfecção da Covid-19. No caso, um homem de 39 anos era morador de Campo Bom, no Rio Grande do Sul. Ele foi reinfectado por uma das variantes da Covid-19 no intervalo de três meses e 11 dias. Na primeira infecção, o homem não teve sintomas, mas na segunda reinfecção, ele não resistiu e faleceu no dia 19 de março.

O caso foi relatado em um artigo científico produzido por 15 pesquisadores brasileiros comandados pelo Laboratório de Microbiologia Molecular da Universidade Feevale (RS), publicado ontem na plataforma Research Square em pré-impressão, ou seja, ainda em fase de revisão dos pares. “A análise genômica mostrou diferenças geneticamente significativas entre os vírus recuperados em ambas as infecções”, explicam os pesquisadores no texto.

Segundo o artigo, o paciente era portador de doença cardiovascular crônica e diabetes. “Ele relatou dois episódios clínicos de covid-19. O primeiro foi em 30 de novembro de 2020, enquanto o segundo se deu em 11 de março de 2021”, diz. O gaúcho foi infectado pela variante P.1 na primeira contaminação. Na segunda infecção, ele foi contaminado pela variante P.2. As duas cepas têm origem no Brasil.

“Durante o primeiro caso de infecção, os sintomas e sinais clínicos do paciente não haviam sido relatados. No entanto, o paciente relatou ter tido contato com seu irmão, que testou positivo para SARS-CoV-2 anteriormente. Ele também visitou seu pai no hospital em um quarto compartilhado com outros pacientes com diagnóstico de covid-19. No segundo episódio, o paciente apresentou como sintomas dispneia [falta de ar], fadiga e dificuldade respiratória; e saturação menor que 95% como sinal clínico”, completa o texto.

Ainda segundo o estudo, a segunda infecção evoluiu com complicações, “sendo o paciente encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e intubado devido à grave perda de capacidade pulmonar”. Oficialmente, o primeiro caso de reinfecção registrado pelo Ministério da Saúde ocorreu em 23 de outubro de 2020 em uma médica do Rio Grande do Norte que não manifestou forma grave. No último boletim do Ministério da Saúde sobre o novo coronavírus, há o relato de 11 casos confirmados no Brasil, sendo seis deles nos estados de São Paulo e Amazonas, sem nenhuma morte indicada.

Fonte: Odestaque/ Bahia Notícias

Câmara aprova PL que prorroga auxílio para o trabalhador cultural

Discussão e votação de propostas. Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP - AL)

A Câmara dos Deputados aprovou, na madrugada desta quarta-feira (21), o Projeto de Lei (PL) 795/2 que prorroga o auxílio emergencial de trabalhadores do setor da cultura em razão da pandemia da covid-19. O projeto, que reformula a Lei Aldir Blanc, prorroga os prazos de utilização de recursos repassados a título de apoio ao setor cultural em decorrência da pandemia de covid-19. A matéria será enviada à sanção presidencial.

Criada no ano passado, a Lei Aldir Blanc destinou R$ 3 bilhões para minimizar o impacto da pandemia sobre o setor cultural, com benefícios para artistas, produtores, técnicos e espaços culturais e também para manutenção de espaços artísticos e culturais, micro e pequenas empresas, como forma de auxiliar um dos setores mais afetados pela covid-19.

Os recursos começaram a ser repassados no segundo semestre de 2020. Contudo, artistas, dirigentes culturais e secretários de cultura afirmam que o período para o repasse e execução dos projetos aprovados foi muito curto, dificultando a realização das atividades.

Agora, com o novo projeto, os estados, municípios e o Distrito Federal terão até 31 de dezembro de 2021 para usar o saldo remanescente do dinheiro transferido para ações emergenciais de renda e projetos culturais.

De acordo com o secretário especial de Cultura, Mário Frias, os recursos remanescentes da lei, aqueles que não chegaram a ser utilizados, somam cerca de R$ 770 milhões. (mais…)

Bahia amplia debate sobre a Década dos Oceanos

“Catalisar soluções transformadoras, com base na ciência oceânica, necessárias para avançar o desenvolvimento sustentável, conectando pessoas e os oceanos”. Com essa missão, apresentada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a Década das Nações Unidas da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2020-2030), a Ong Rede Viva, Mar Vivo (Redemar), com o apoio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), iniciou as apresentações do Webinário Década dos Oceanos, nesta sexta-feira (16).

“Cabe a nós, gestores públicos e tomadores de decisão, ampliar o debate e a busca por conhecimento científico que subsidiem as nossas ações e políticas públicas em defesa do Meio Ambiente. A Sema, junto com o Inema, têm ampliado essas discussões e proporcionado o diálogo junto à sociedade civil organizada. Assinamos essa semana um contrato que viabilizará a elaboração dos Inventários dos Gases de Efeito Estufa na Bahia, como política assertiva de conhecer e diagnosticar o problema para atuarmos de forma eficaz e inteligente; e passamos a integrar a Assembleia Geral da Rede Air Centre, uma organização colaborativa internacional que promove uma abordagem integrada do espaço, clima, oceano e energia no Atlântico. Estamos caminhando para colocar a Bahia no cenário internacional em defesa da nossa biodiversidade”, afirmou o secretário do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira.

Para o presidente da Redemar, William Freitas, quando a rede está viva, o mar está vivo. “Essa parceria com agentes públicos, cientistas, e movimentos sociais nos propicia avançar na construção coletiva de uma mudança que gere resultados efetivos em defesa dos oceanos. Esta é a necessária reparação socioambiental da humanidade com os oceanos. Mas, também, uma oportunidade única e necessária de repararmos a exclusão dos povos do mar do debate em defesa dos oceanos”, avaliou William.

O Oficial de Meio Ambiente e Água da Unesco no Brasil, Glauco Kimura, primeiro palestrante da manhã, pontuou a necessidade em definir qual a ciência que precisamos para o oceano que queremos, missão apresentada pela ONU, que convoca agentes públicos e setor produtivo para uma ação integrada pela sustentabilidade.

(mais…)